Fórum Banca 2017

Fórum Banca 2017 em imagens

Veja aqui como foi a conferência organizada pelo Jornal Económico e pela PwC, que reuniu líderes do setor financeiro, esta quarta-feira em Lisboa.

Malparado, novas regras e digital na agenda da banca

Os líderes do setor financeiro estiveram reunidos no Fórum Banca, promovido pelo Jornal Económico e pela PwC, para debater os desafios que a era digital coloca à banca tradicional e aos supervisores.

Banca questiona regulação das fintechs

Prestes a entrar em vigor a diretiva europeia de serviços de pagamento, Fórum Banca discutiu regras aplicadas às inovações electrónicas.

Mourinho Félix: Dívida pública caiu 3,07% face a 2016. “Sim, a dívida pública deu um trambolhão!”

Mourinho Félix garante que o “Fundo de Resolução tem todas as condições para fazer face às suas responsabilidades em condições realistas e em condições sustentáveis, sem exigir aos bancos contribuições extraordinárias que poriam em causa o trabalho de estabilização do sistema financeiro conseguido”.

Félix Morgado: “A Caixa Económica foi a última a entrar em reestruturação e a primeira a sair”

José Félix Morgado foi ainda questionado sobre a plataforma de gestão do crédito malparado, que foi acordada entre a CGD, o BCP e o Novo Banco, e que segundo Paulo Macedo avançará no próximo ano. Na resposta considerou-a uma iniciativa positiva, mas o Montepio Geral não vê benefícios para si na plataforma do malparado, porque não tem grandes exposições em comum com outros bancos.

Centeno só avança para o Eurogrupo se houver “apoio abrangente” de outros países

Secretário de Estado Mourinho Félix explica que a decisão não está tomada e que ainda há contactos em curso a nível europeu.

Nuno Amado: “Estamos confiantes que a emissão de dívida correu bem”

Sobre o boicote de seis das maiores sociedades à operação, o CEO do BCP afirmou que a banca nacional está a “pagar” pela resolução do Banco Espírito Santo.

Paulo Macedo: “Bancos portugueses têm de absorver o custo da República na emissão de dívida regulatória”

Na mesa redonda dedicada ao estado da banca, na conferência anual de banca, mais uma vez organizada pelo Económico e pela PwC, Paulo Macedo, na sua intervenção, pediu tempo. Tempo para emitir MREL por imposição regulatória e tempo para diminuir o crédito malparado.

Nova geração “exige tecnologia e não quer pagar comissões”, frisa Licínio Pina, do Crédito Agrícola

Presidente do Conselho de Administração Executivo do Crédito Agrícola marcou presença no painel que debateu o “Estado da Nação na Banca”, no Fórum Banca 2017, promovido pelo Jornal Económico e pela PwC.
Ver mais artigos