Especial - EDP

Goldman Sachs vê EDP a fechar terceiro trimestre com lucros de 505 milhões

Resultados da elétrica nos primeiros nove meses do ano ficariam acima dos 420 milhões do período homólogo de 2020, estima a Goldman Sachs. Mas com o EBITDA a descer, para os 2,48 mil milhões de euros.

Goldman Sachs aumenta preço-alvo da EDP para 5,6 euros

Os analistas do banco norte-americano justificam a subida do preço-alvo da ação da EDP com a redução da dívida em cerca de 4,3 mil milhões de euros e o aumento da capacidade instalada da EDP Renováveis para 24 GW até 2028.

PremiumAntónio Mexia: Um elétrico que o juiz desligou da corrente

Catorze anos à frente da EDP podem ter chegado ao fim para o gestor emblemático que liderou a expansão da energética, mas é apontado pelo Ministério Público como suspeito de ter corrompido o ex-ministro Manuel Pinho e de lesar o Estado. Suspenso de funções durante oito meses por ordem judicial, o também ex-CEO da Galp Energia, ex-administrador do BESI e ex-ministro de Santana Lopes arrisca terminar a carreira de forma inglória ainda que não seja condenado.

PremiumEDP: resistência em nome (do CEO) da continuidade

A suspensão de António Mexia não abalou a opinião dos analistas nem a cotação das ações da energética. O CEO interino, Miguel Stilwell de Andrade, é visto como dando continuidade a uma estratégia ‘verde’ e ágil que agrada aos investidores.

EDP: Despacho de juiz alude a troca de favores entre Mexia e Manuel Pinho

Segundo o MP, foi também acordado, que da parte do ministro haveria a concessão de benefícios indevidos à EDP, através do exercício das suas funções públicas, tendo como contrapartida o apoio da EDP à sua carreira profissional e académica quando saísse do Governo.

EDP interveio em avaliações do Credit Suisse e Caixa BI às barragens, diz Tribunal

O Tribunal apontou para provas que indiciam que o Crédit Suisse entregou a Rui Cartaxo um “‘memorandum’ relativo à avaliação da extensão do domínio hídrico, o qual foi apreendido nas buscas à sede da EDP” e que isso alegadamente demonstra que foi a elétrica que “orientou o Crédit Suisse na avaliação do domínio hídrico”.
Ver mais artigos