Especial Futuro da TAP

TAP. Sindicatos acusam gestão de colocar empresa em “rota de colisão”

Os sindicatos que hoje promoveram um protesto com cerca de 1.000 trabalhadores da TAP entregaram um manifesto no Ministério das Infraestruturas, endereçado a Pedro Nuno Santos, onde acusam a gestão de colocar a empresa em “rota de colisão”.

Ministério das Infraestruturas assegura que está atento às “reivindicações e apelos expressos dos trabalhadores da TAP”

Contudo, o ministério liderado por Pedro Nuno Santos defende que “é preciso não esquecer que a companhia aérea atravessa ainda aquele que é o momento mais desafiante da sua história”, aludindo aos efeitos da pandemia no sector. 

TAP: Várias centenas de trabalhadores protestam pela melhoria do serviço (com áudio)

Várias centenas de trabalhadores da TAP, entre pilotos, tripulantes de cabine e técnicos de manutenção, manifestam-se hoje, em Lisboa, numa marcha silenciosa até ao Ministério das Infraestruturas, pela melhoria da qualidade do serviço e sustentabilidade da empresa.

TAP: Técnicos de manutenção chegam a acordo para fim de regime de ‘part-time’

Paulo Manso, dirigente do Sitema, esclareceu que o acordo alcançado permite repor os horários e remunerações que vigoravam antes do acordo de emergência, assinado entre a TAP e os diversos sindicatos, para permitir aplicar medidas do plano de reestruturação.

CEO da TAP pede desculpas pelos constrangimentos no aeroporto e apela à compreensão

Christine Ourmières-Widener reconhece que a crise da aviação “não deverá melhorar nas próximas semanas”.

“Mantenho o compromisso” com a TAP, diz CEO

Christine Ourmières-Widener falava na sede da TAP, em Lisboa, onde chamou os jornalistas para uma sessão de esclarecimentos, após a empresa ter anunciado no domingo medidas como a redução dos cortes salariais dos pilotos e trabalhadores, criticadas pelos sindicatos.

Sindicatos alertam que plano de reestruturação vai “destruir” a TAP

“Na nossa opinião este plano como está, a manter-se, vai destruir a empresa”, disse Paulo Duarte, do Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (Sitava).

TAP abre medidas voluntárias para os pilotos após terem rejeitado acordo

De acordo com o documento, da Comissão Executiva da companhia aérea, a que a Lusa teve acesso, “no contexto da negociação do AE [acordo de empresa], a TAP tem mantido um diálogo frequente com o SPAC desde o início de março”. 

TAP fechou 2021 com menos 1.480 trabalhadores face ao ano anterior (com áudio)

No ano passado, os gastos da TAP com pessoal foram de 380,8 milhões de euros, um valor inferior ao de 2020, de 440,6 milhões de euros.
Ver mais artigos