10 dicas para gerir a economia familiar na ressaca do Natal

A Intrum Justitia dá-lhe 10 dicas de gestão para o orçamento familiar na época a seguir aos festejos natalícios.

Os excessos e o entusiasmo das compras de Natal podem colocar pressão sobre o orçamento das famílias, difíceis de gerir nos meses seguintes.

Para fazer frente aos gastos com as compras de Natal, a Intrum Justitia, multinacional especializada em serviços de gestão de crédito, sugere 10 dicas para manter o orçamento familiar equilibrado ao longo do ano.

Em primeiro lugar, a Intrum Justitia aconselha a anotar o que gastou neste Natal, incluindo as despesas extras.

Depois, no início do ano, deve criar um fundo para as despesas de Natal e analise o montante que precisa, Baseando-se nas despesas do último Natal e começando a separar o valor que definir mensalmente para o fundo.

A Intrum Justitia sugere que faça um outro fundo para as suas despesas fixas correntes, por exemplo, renda da casa, serviços de água, luz, etc.

Em quarto lugar, deve analisar mensalmente as suas despesas e não gastar mais do que o seu orçamento mensal.

Outro conselho da Intrum Justitia passa por pensar bem antes de efetuar uma compra: se precisa realmente de a fazer e se não existe uma alternativa mais económica.

Não assinar contratos sem compreender os seus termos e condições é outra sugestão. “Pode ser aborrecido ler, mas podem conter informações muito importantes”, explica a Intrum Justitia.

Pagar as suas contas dentro dos prazos para evitar custos acrescidos pelos atrasos e manter a sua conta bancária com saldo positivo para evitar penalizações é outro conselho.

Além disso, se tem dificuldade em pagar as suas faturas, informe o credor, uma vez que poderá haver uma hipótese de estabelecer um plano de pagamentos ou de adiar o prazo inicialmente combinado.

Se não pagar as suas faturas, é possível que seja contactado por uma empresa de recuperação de crédito. Nesse caso, “deve imediatamente regularizar a situação e informar a empresa de recuperação da sua situação”, defende a Intrum Justitia.

Por último, esta consultora diz que não deve ignorar os seus problemas financeiros, aconselhando antes a procurar aconselhamento e a tentar manter a situação sob controlo o mais rápido possível.

 

A Intrum Justitia é a maior consultora europeia de serviços de gestão de crédito e cobranças (CMS), oferece um vasto leque de serviços incluindo a compra de créditos e tem como missão melhorar o cash flow e a rentabilidade a longo prazo dos seus clientes.

Fundada em 1923, a Intrum Justitia tem 3.850 funcionários em 20 países. A faturação consolidada em 2015 foi de 602 milhões de euros. A Intrum Justitia AB está cotada na bolsa Nasdaq de Estocolmo desde 2002.

Recomendadas

Euribor sobem a três, seis e 12 meses para novos máximos de quase 14 anos

As taxas Euribor subiram hoje para novos máximos desde o início de 2009 a três, seis e 12 meses.

Maioria dos europeus tem hoje maior dificuldade em fazer face às despesas mensais

O disparo dos preços tem levado as famílias europeias a ter maior dificuldade em equilibrar o orçamento mensal. Não há dados específicos para Portugal, mas também cá os salários reais têm caído e o poder de compra emagrecido.

JE Bom Dia: ‘Money Supply’ na Europa é conhecida num contexto de subida de taxas de juro

Por cá, o Banco de Portugal divulga os dados de crédito ao sector privado em outubro, e será um dia parado no Parlamento depois da aprovação do Orçamento do Estado na passada sexta-feira.
Comentários