10 expressões que fariam Camões virar-se no caixão

Tome nota de 10 expressões utilizadas pela chamada língua de Camões em Portugal e que tornam singular esta variante de uma das mais faladas línguas do mundo.


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Quando quer ser deixado em paz um português recomenda ir “chatear o Camões”. É uma de 10 expressões utilizadas pela chamada língua de Camões em Portugal e que tornam singular a variante portuguesa de Portugal de uma das mais faladas línguas do mundo.

Para os falantes de português de outras nacionalidades e origens, poderão soar estranho. Mas são estas algumas expressões utilizadas correntemente em Portugal.

O OJE encontrou uma compilação destas – e de outras expressões – no blogue “Português sem Mistério”, de uma revisora de textos brasileira, Betty Vibranovski.

1 – Um português quando não quer ser incomodado manda “chatear o Camões”.

2 – Um português não tem problemas. Está “feito ao bife”.

3 – Um português não repete o que diz. Apenas “vira o disco e toca o mesmo”.

4 – Um português não tem muita experiência. Está há “muitos anos a virar frangos”.

5 – Um português não está numa situação desesperante. Está com “água pela barba”.

6 – Um português que muda de ideias facilmente é um “troca-tintas”.

7 – Um português não é descarado. O português “tem lata”.

8 – Um português não morre. Ele “estica o pernil”.

9 – Um português não diz “É indiferente”. Diz “Não me aquece nem me arrefece”.

10 – Um português não passou por situações difíceis, ele “passou as passas do Algarve”.

OJE

Recomendadas

Diz-me o que lês e dar-te-ei mais sugestões de leitura…

Eis algumas sugestões para desfrutar num sofá confortável, com a temperatura amena que uma manta sempre traz, e que nos levam a esquecer o tempo e a viajar por universos paralelos. Boas leituras!

Bailarino Marcelino Sambé Personalidade do Ano da Associação da Imprensa Estrangeira

“A AIEP distingue Marcelino Sambé, 28 anos, pelo seu percurso artístico ímpar e pelo caminho percorrido como português de raízes africanas, dos chamados ‘bairros sociais’ ao maior palco de dança da Europa”, lê-se no comunicado da associação, que destaca o lugar cimeiro do vencedor da 33.ª edição do prémio, “numa das maiores e mais prestigiadas companhias de bailado do mundo”.

NFT: uma ‘buzzword’ ou uma oportunidade?

Weekend: A equipa da Instinct deixa-lhe sugestões de entrevistas, livros, filmes, séries, podcasts e artigos que o/a vão ajudar a entender, refletir e inspirar sobre o futuro para inovar com impacto.