10 fundos portugueses para ganhar acima de 10%

Ganhar 23% anualizados? Sim, foi possível com o fundo de investimento Caixagest Ações Japão, da gestora do grupo Caixa, que fechou meados de dezembro com uma rendibilidade anualizada de 23%.


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Também o Banif, através do Banif Ações Portugal, conseguiu o segundo melhor resultado do “top 10” da Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios, com uma rendibilidade de 16,2%.

Seguiu-se o IMGA Ações Portugal, da gestora IM Gestão de Ações, com 15,7% e acima dos 10% há fundos do Santander, do Montepio e do BPI. O Santander Ações América apresentou uma rendibilidade de 10,1%, e o Caixagest Ações Líderes Globais com mais 0,1 pontos percentuais.

O Montepio Euro Healthcare apresentou uma rendibilidade de 11%, enquanto o Montepio Euro Telcos rendeu 12,4%, o Caixagest Ações Portugal fechou com 13,2% e o BPI Portugal apresentou uma rendibilidade de 13,7%.

OJE

 

Recomendadas

FMI estima que a espiral de salários-preços ainda é um “risco limitado”

A ausência de uma espiral preços-salários não deve levar os líderes a não agirem para combater a inflação persistente, considera ainda o Fundo Monetário Internacional.

Compra de carros de luxo pela TAP “é um problema de bom senso”, diz Marcelo Rebelo de Sousa

“Já falei em relação a várias entidades públicas no passado e em relação à distribuição de dividendos e em relação aos salários e entendo que quando se está num período de dificuldade deve fazer-se um esforço para dar o exemplo de contenção”, defendeu hoje Marcelo Rebelo de Sousa.

Albergaria investe 3,7 milhões de euros na zona industrial para captar investimento e criar emprego

O município “tem realizado um forte investimento no desenvolvimento económico, dinamizando o sector empresarial e a economia local” nos últimos anos, segundo António Loureiro, Presidente da Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha.