Premium20 anos depois, Fnac online diversifica e reforça sinergias

A Fnac Portugal está a celebrar o 20.º aniversário do lançamento da sua loja online, a fnac.pt, onde conta com 50 milhões de visitas por ano e mais de seis milhões de produtos.

A desbravar a história do comércio eletrónico em Portugal, esta marca de retalho ganhou o estatuto de pioneira quando, em 1999, abriu portas ao comércio digital. Em duas décadas, a cadeia francesa passou de três lojas, duas em Lisboa e outra no Porto, para 33 lojas espalhadas um pouco por todo o país, numa estratégia de crescimento constante que foi sendo ajustada aos desafios que iam despontando. “No essencial, à medida que os portugueses foram adotando hábitos de compra mais digitais, a Fnac foi alargando de forma substancial o catálogo e a proposta de valor associada às entregas das compras online”, afirma Paula Alves, diretora de e-commerce da Fnac Portugal, em entrevista ao Jornal Económico.

Atualmente, com mais de seis milhões de artigos disponíveis online, incluindo o marketplace, e propondo entregas no espaço de uma hora quando existe stock do artigo pretendido na loja que o cliente pode escolher para levantamento, o alargamento da oferta online da FNAC, nos últimos vinte anos, “demonstra uma clara aposta na diversificação com a introdução de novos segmentos de produtos.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

El Corte Inglés contrata mais de 500 colaboradores para o Natal

“Para além deste período de Natal, há ainda possibilidade de permanecerem em contratos futuros, tal como tem acontecido em anos anteriores”, garante a empresa.

Bosch Industry Consulting abre escritório em Espanha

As operações da Bosch Industry Consulting em Espanha irão beneficiar da existência do centro de competências da Bosch em Aveiro.

EDP Brasil emite papel comercial no valor de 292 milhões de euros para amortizar dívida ao BNDES

O objetivo da emissão é realizar o pagamento antecipado da dívida com o Banco Nacional de Desenvolvimento Económico e Social – BNDES, no montante aproximado de 470 milhões de reais e distribuir o restante ao acionista, diz a empresa.
Comentários