20 milhões de euros vão para redução do desperdício de água na Madeira

A verba vai ainda servir para o tratamento de águas residuais, sendo que vão ser recuperados 104 kms de condutas de água e reabilitados 78 reservatórios, anunciou o Governo Regional.

O Orçamento Regional tem uma verba de 20 milhões de euros para reduzir o desperdício de água nas redes de abastecimento, na madeira.

O anúncio foi feito por Susana Prada, secretária regional do Ambiente e Recursos Naturais, na discussão do Orçamento Regional para estas áreas.

Os 20 milhões de euros vão ainda servir para o tratamento águas residuais com a recuperação de 104 kms de condutas de água, e a reabilitação de 78 reservatórios e construção de um novo.

O montante gasto pelo Governo Regional para o campo de golfe do Santo da Serra foi criticado por Victor Freitas, deputado do PS, por não ter conseguido assegurar o caudal de água necessária.

“A prioridade no Santo da Serra são os agricultores”, referiu Susana Prada.

A governante alertou que a “água deve ser criteriosamente gerida”, apesar dos “tempos de diminuição” das disponibilidades hídricas.

“A Madeira continuará a ter água suficiente mas tem de ser bem gerida”, assegurou Susana Prada, em resposta às perguntas levantadas por Rómulo Coelho, deputado do PSD.

Sobre o desperdício de água, Susana Prada disse ainda que “quanto mais água os municípios desperdiçarem em redes em baixa menos sobra para os agricultores” tendo em conta que “a prioridade é para o abastecimento público sobre o regadio e a produção de energia elétrica”.

A Água e Resíduos da Madeira (ARM) vai ter um investimento de 39,6 milhões de euros, sendo que mais de 90% do valor vai para adaptar a Região à diminuição das disponibilidades hídricas e garantir que água chega a todos, realçou a governante.

Serão ainda instaladas 200 zonas de medição e controlo de caudal permitindo mais “eficiência na gestão de água e detecção de fugas”, e lançados 31 kms de rede de esgotos e construída a Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) no Campanário.

Outra das medidas anunciadas por Susana Prada prendeu-se com a “elaboração de uma agenda para a economia circular”, apostando numa “economia regional mais circular assente na reutilização como meio de combate às alterações climáticas e à diminuição da produção de resíduos”.

Recomendadas

Câmara do Funchal distingue empresários da restauração e duas associações de táxis em comemoração do Dia Mundial do Turismo

Pedro Calado enalteceu “a qualidade e a excelência” dos serviços prestados pelo sector de táxis, sublinhando que estes profissionais são muitas vezes “os grandes embaixadores da Madeira” e os primeiros a terem o contacto direto com os turistas quando chegam à cidade .

Comercialização de banana na Madeira aumentou 17,3% face ao ano passado

Do número total de bananas comercializadas de janeiro a agosto deste ano, 84,7% foi expedida, tendo como principal destino o Continente. Este valor era de 84,0% em 2021.

Valor mediano de avaliação bancária de habitação na Madeira atingiu máximos em agosto

Em agosto deste ano, o valor mediano de avaliação bancária de habitação RAM ficou em 1.385 euros/m2, um aumento de 1% em relação ao mês anterior e de 11,3% face ao mesmo mês do ano anterior.
Comentários