25 de Abril. Marcelo destaca papel das Forças Armadas na construção e manutenção da Democracia

Naquele que foi o sétimo discurso de Marcelo para comemorar a Revolução dos Cravos na Assembleia da República desde que tomou posse, o Presidente pediu mais meios ao “garante da paz” e homenageou Jorge Sampaio.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, começou por evocar “com muita saudade” o antigo Presidente Jorge Sampaio e o “gesto único e decisivo dos capitães de abril” na sessão comemorativa do 25 de abril. Mas a maioria do discurso foi dedicada ao papel das Forças Armadas na construção e manutenção da Democracia.

“Pense-se o que se pensar sobre o que foram antes e depois desse gesto, ele foi único, singular e decisivo. Sem ele não haveria hoje uma Assembleia da República livre com vozes livres. Não há como esquecê-lo na escrita ou na reescrita da História”, afirmou sobre o processo revolucionário.

Naquele que foi o sétimo discurso de Marcelo para comemorar a Revolução dos Cravos na Assembleia da República desde que tomou posse, o Presidente pediu mais meios para as Forças Armadas Portuguesas. São elas o “garante da paz” numa altura em que a guerra na Ucrânia marca as fronteiras da Europa.

As Forças Armadas devem estar “fortes, unidas e motivadas”, defendeu. “Se a paz não existir, a insegurança atingirá também as nossas vidas”, frisou Marcelo, dando o exemplo do aumento dos preços da energia e dos bens básicos, o que deu força ao seu argumento inicial de que o conflito atual é o “mais global” nos seus efeitos, para além do “mais devastador” em termos de refugiados.

Relacionadas

Partidos homenageiam 25 de abril salientando o que ficou por cumprir

Da esquerda à direita, os partidos homenagearam à sua maneira a data, focando-se no que está ainda por fazer e conquistar em democracia. Só o Chega desvalorizou a Revolução dos Cravos e enalteceu o 25 de novembro.

25 Abril: Santos Silva salienta abertura de Portugal ao mundo com origem na multissecular emigração

Augusto Santos Silva defendeu ainda que se deve às comunidades emigrantes o reconhecimento internacional de Portugal “como país pacífico, seguro, humanista e cosmopolita”.
Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.

Marcelo diz que vai enviar lei dos metadados para o Constitucional

Fiscalização preventiva vai servir para não “haver dúvidas depois”. “É melhor ficar tudo clarinho”, defendeu o Presidente.

Um Governo em suspenso à espera de oposição. Ouça o podcast “Maquiavel para Principiantes” de Rui Calafate

“Maquiavel para Principiantes”, o podcast semanal do JE da autoria do especialista em comunicação e cronista do “Jornal Económico”, Rui Calafate, pode ser ouvido em plataformas multimédia como Apple Podcasts e Spotify.
Comentários