25 protestos em 17 cidades: onde vão estar os Coletes Amarelos esta sexta-feira?

Estes são os locais onde poderão ocorrer constrangimentos na circulação automóvel, e que são da área da responsabilidade da polícia.

A Polícia de Segurança Pública – PSP, divulgou um comunicado onde assinala quais os pontos do país que não têm permissão para avançar com as manifestações organizadas no âmbito de ‘’Vamos Parar Portugal como Forma de Protesto’’ agendadas para esta sexta feira, 21 de dezembro.

A lista das manifestações dos “coletes amarelos” na área de atuação da PSP para sexta-feira soma 25 protestos em 17 locais das principais cidades do país, divulgou hoje a corporação.

Há quatro manifestações marcadas em Lisboa (na Ponte 25 de Abril, no Marquês de Pombal, no Palácio de Belém e na A8) e duas no Porto (VCI/Nó de Francos e Avenida da Associação Empresarial de Portugal) onde foram negadas as permissões de protesto. Há ainda movimentos marcados para Aveiro, Braga, Castelo Branco, Coimbra, Faro, Guarda, Leiria, Santarém, Viana do Castelo, Setúbal, Bragança, Évora e Viseu. Por fim, foram autorizados protestos nos Açores e na Madeira. c

 

Distrito Local
Lisboa Ponte 25 de Abril

Praça Marquês de Pombal – A. R.

Palácio de Belém

A8 (Torres Vedras – Lisboa)

Porto VCI/Nó de Francos

Av. AEP

RA Açores Ponta Delgada
RA Madeira Rotunda do Infante
Aveiro Pingo Doce – Aveiro Hiper
Braga Nó de Enfias
Bragança Mirandela/Bragança
Castelo Branco A23
Coimbra Rotunda Casa do Sal
Évora Praça do Giraldo

Rossio São Brás

Faro Praça 1º Maio – Portimão

Rotunda Fórum Algarve

Guarda Rotunda Ti Joaquina
Leiria Caldas da Rainha

Estádio Dr. Magalhães Pessoa

Santarém Rotunda do Continente
Setúbal Rotunda dos “Golfinhos”
Viana do Castelo Praça da República
Viseu Junto à Câmara Municipal de Viseu

Rossio

No comunicado a PSP avança que os locais onde poderão ocorrer constrangimentos na circulação automóvel, e que são da área da responsabilidade da polícia, são nas principais cidades do país, a começar por Lisboa, com previsão de constrangimentos na Ponte 25 de Abril, na Praça Marquês de Pombal/parlamento, junto ao Palácio de Belém e na autoestrada 8, que liga Torres Vedras a Lisboa.

Relacionadas

“Quero ver os drones no ar aqui no aeroporto”: o polémico apelo dos Coletes Amarelos

O movimento dos Coletes Amarelos pediu a alguns dos manifestantes que colocassem drones a circular junto do aeroporto da capital para interromper tráfego aéreo.

Da exaltação à expectativa: O que dizem os políticos sobre a manifestação dos Coletes Amarelos?

A manifestação está agendada para esta sexta-feira. Os protestos prometem “parar Portugal”, bloqueando vários pontos do país ou cortando os principais acessos a Lisboa, como a Ponte 25 de Abril.

Coletes Amarelos: GNR vigia redes sociais e PSP apela a respeito pela lei

Manifestações “Vamos Parar Portugal” estão marcadas para amanhã em várias cidades do país. GNR está a monitorizar redes sociais e assegura que esta sexta-feira o seu contingente está reforçado nas estradas. Já a PSP suspendeu folgas de todos os polícias no dia 21, data anunciada para o protesto dos “coletes amarelos”.

Coletes Amarelos exigem salário mínimo de 700 euros, menos impostos e corte nas reformas douradas

A manifestação nacional, inspirada no movimento em França, está agendada para esta sexta-feira, 21 de dezembro, e promete parar o país. Movimento dos Coletes Amarelos Portugal reúne lista de reivindicações em manifesto que pretende dar voz a insatisfeitos com problemas do país. E assegura que acções só param quando exigências forem atendidas.

Coletes Amarelos: este é o mapa das concentrações desta sexta-feira

As manifestações a decorrer no próximo dia 21 de dezembro, em vários pontos de país, serão monitorizadas pela PSP. Estes são os pontos de concentração onde vão decorrer as manifestações desta sexta-feira.
Recomendadas

Custo de cabaz alimentar de bens básicos aumentou 21% para adultos num ano, diz BdP

O banco central revela que entre outubro de 2021 e outubro de 2022, o custo mensal médio e mediano de um cabaz básico de consumo alimentar para um adulto com cerca de 40 anos aumentou 21% e 24%, respetivamente.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta sexta-feira.

PremiumMenores retenções de IRS não chegam a todos em janeiro

Novas tabelas de IRS não dão aumento do rendimento disponível a todos os contribuintes a partir de janeiro. Solteiros e casados com dois filhos são os mais penalizados. Com novas regras, ganhos serão superiores a partir de julho.
Comentários