Funchal. Teatro Municipal abre portas em janeiro

No próximo sábado, dia 2 de janeiro, o Teatro Municipal Baltazar Dias irá abrir as suas portas a residentes e estrangeiros para uma visita gratuita


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

No próximo sábado, dia 2 de janeiro, o Teatro Municipal Baltazar Dias irá abrir as suas portas a residentes e estrangeiros para uma visita gratuita.

O objetivo desta iniciativa do Teatro é aproximar o público à principal e mais antiga casa de espetáculos da Madeira, partilhando o seu valioso património histórico e artístico.

No dia 2 de Janeiro às 11 horas será possível percorrer a plateia e subir ao palco, observando de perto uma grande tela cénica pintada à mão, com mais de 40 anos de existência, realizada pelo pintor Henrique Afonso Costa. Este momento servirá para recordar o trabalho do pintor que, desde os anos 70, esteve ligado ao Teatro através da elaboração de telas cénicas, adereços para espetáculos teatrais e recuperação de obras de arte.

Esta iniciativa marca o início das visitas guiadas ao Teatro no ano de 2016, que decorrem, habitualmente, às segundas e terças-feiras. Às segundas-feiras as visitas são para grupos escolares e institucionais com entrada gratuita, mediante marcação prévia. Às terças-feiras, às 10 horas, são realizadas visitas em português e inglês para o público em geral, dando a conhecer os vários espaços e a história do Teatro.

O Teatro oferece ainda visitas livres a exposições no Salão Nobre, de terça-feira a domingo.

OJE

Recomendadas

Prémio Nobel da Literatura atribuído à escritora francesa Annie Ernaux

A Academia Sueca galardoou a autora pela “coragem e acuidade clínica com que descortina as raízes, os estranhamentos e os constrangimentos coletivos da memória pessoal”.

Exposição no Museu da Marinha celebra a amizade entre Alberto I do Mónaco e Dom Carlos I

No âmbito das comemorações do centenário do desaparecimento do Príncipe Alberto I do Mónaco, o Museu de Marinha de Lisboa irá acolher uma exposição organizada pelo Comité Albert Ier – 2022. Estará patente ao público a partir de dia 15. A inauguração, na véspera, conta com a presença do atual Príncipe do Mónaco, Alberto II.

“Trair e Coçar é só começar” vai ter dois ensaios solidários

O público português tem a oportunidade de assistir aos últimos ensaios antes da grande estreia e apoiar, assim, duas associações de solidariedade.