Rita Nabeiro: um brinde às voltas da vida

Habituada a estar ao volante, a CEO da Adega Mayor aceitou o nosso convite para experimentar o primeiro SUV da marca Alfa Romeo, Stelvio.

 

Rita Nabeiro coleciona quilómetros e raramente a vida lhe permite abrandar. Na bagagem, guarda histórias e aprendizagens de quem cresceu e aprendeu a ser leal, humilde e honesta. Há oito anos que lidera a empresa de vinhos de autor do Grupo Nabeiro e confessa que já houve quem lhe questionasse a sobriedade de espírito por ser neta do empresário Rui Nabeiro.
Rita não se incomoda e admite ter aprendido a lidar com os cruzamentos da vida, acreditando que representam, apenas, uma oportunidade para mudar de rota. É calma e ponderada mas vive em alta velocidade e as suas características antagónicas não poderiam assentar-lhe melhor.
Quando bebe, não conduz e o gasóleo que lhe dá ânimo é o café. Afinal, é preciso ter o depósito cheio para aguentar um dia na vida da empresária.

 

 

Este conteúdo patrocinado foi produzido em colaboração com a Alfa Romeo.

Recomendadas

Sete bancos lucraram dois mil milhões até setembro, mais 71% que no período homólogo

Os lucros dos sete maiores bancos – Caixa Geral de Depósitos, BCP, Novobanco, Santander Totta, BPI, Crédito Agrícola e Banco Montepio somam 2.006,3 milhões de euros até setembro deste ano, o que compara com um valor de 1.172 milhões nos nove meses do ano passado. O que significa que os lucros dos sete bancos cresceram 71,2%.

Violência doméstica. APAV junta-se à hamburgueria A-100 em ação de sensibilização

A hamburgueria compromete-se a doar à APAV um euro por cada sobremesa vendida esta sexta-feira e vai iniciar uma angariação de fundos na sua página de Instagram até ao final do ano, com o dinheiro a reverter a favor da associação.

PremiumGoverno acusado de favorecer vencedores dos leilões de energia solar

Governo aprovou medidas para os projetos obterem financiamento e saírem do papel, mas vários promotores consideram medida injusta para o restante sector. Tutela fala de “circunstâncias imprevisíveis” como a Covid e a guerra.
Comentários