5 portugueses feridos em Paris. Um continua internado

Quatro dos cinco portugueses feridos nos atentados de sexta-feira em Paris “já tiveram alta” e um outro “permanece internado”, mas o seu estado de saúde “não é grave”. O ponto da situação foi feito pelo secretário de Estado das Comunidades, José Cesário, este domingo. Foi também este governante que sábado confirmou a morte dos dois […]


Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 1 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Notice: Undefined offset: 2 in /var/www/vhosts/jornaleconomico.pt/httpdocs/wp-includes/media.php on line 1031

Quatro dos cinco portugueses feridos nos atentados de sexta-feira em Paris “já tiveram alta” e um outro “permanece internado”, mas o seu estado de saúde “não é grave”. O ponto da situação foi feito pelo secretário de Estado das Comunidades, José Cesário, este domingo.

Foi também este governante que sábado confirmou a morte dos dois portugueses: um homem, de 63 anos, vítima do atentado ocorrido junto ao Estádio de França, e uma luso-descendente, de 35 anos de idade, que assistia ao concerto dos Eagles of Death Metal, na sala de espetáculos Bataclan.

Quanto ao português que ainda se encontra internado num hospital parisiense, José Cesário adiantou que o mesmo, nascido a 05 de junho de 1980, será (domingo) hoje visitado pelos responsáveis do Consulado de Portugal em Paris.

Segundo os últimos números divulgados à comunicação social, os atentados de sexta-feira em Paris causaram já 129 mortos, havendo a registar ainda 352 feridos, dos quais 99 em estado grave.

Um conjunto de ataques terroristas sem precedentes, com recurso a homens bomba e envolvendo sete locais diferentes da cidade, entre os quais o Bataclan e o Stade de France, onde decorria um jogo de futebol amigável entre as seleções de França e da Alemanha, tomou Paris de assalto em França.

Na sequência do ataque, a França decretou o estado de emergência e restabeleceu o controlo de fronteiras.

OJE

Recomendadas

PremiumEUA e zona euro vão ter uma “aterragem dura” na pista da recessão no próximo ano

A subida das taxas de juro para controlar a inflação vai ter forte impacto na economia em 2023. Alemanha afunda acima da média, com China a crescer acima do previsto.

Premium“Para quem não tenha notado, a Rússia vai ficar ali” e a segurança da Europa passa por lá

As palavras do presidente francês cairam mal na invadida Ucrânia e nos longínquos EUA. Entretanto, ninguém sabe quais serão as consequências da decisão sobre petróleo russo.

PremiumPaíses ocidentais com fortes reservas face à coligação em Israel

A colocação de um extremista, racista e adepto da violência na direção do ministério que trata da segurança interna do país é considerado um desastre em potencial. A não ser que Netanyahu queira fazer com Itamar Ben-Gvir o mesmo que fez há uns anos com Ben Gantz.