600 operacionais da PSP destacados para o ‘derby’

A PSP vai implementar medidas de segurança reforçadas para o jogo deste domingo entre o Benfica e o Sporting, para a 13ª jornada do Campeonato.

Pedro Nunes/Reuters

A PSP diz que está tudo preparado para garantir a segurança do jogo grande da jornada, no domingo, às 18 horas. Na Luz são esperados 63.500 espectadores, dos quais 3.400 serão adeptos do Sporting. O derby entre o Benfica e o Sporting vai mobilizar cerca de 600 operacionais da PSP.

Na conferência de Imprensa da PSP, o subintendente Pedro Pinho, desejou que “no fim, se fale só do jogo, um jogo intenso. É o derby da cidade, mexe com toda a cidade e tem uma envolvência muito maior do que quando o F.C.Porto visita Lisboa, por exemplo. Daí as precauções”, disse o responsável da PSP.

Para garantir a segurança dos espectadores, a PSP vai ter agentes fardados, mas também à paisana e que farão um policiamento minucioso. Desde Equipas de Intervenção Rápida, Equipas de Prevenção e Reação Imediata, Divisão de Trânsito, Divisão de Segurança a Transportes Públicos, elementos da Unidade Metropolitana de Informações Desportivas e a Unidade Especial de Polícia, com o Corpo de Intervenção e as brigadas cinotécnicas.

O acompanhamento das claques será monitorizado por equipas especiais e a entrada dos adeptos do Sporting “vai ser feita por um corredor específico, que obrigará alguns adeptos do Benfica a terem de aguardar para terem acesso aos seus lugares, explicou Pedro Pinho.

O responsável da PSP alertou para a proximidade do estádiocom uma grande superfície comercial, em plena época natalícia, prevendo pois um grande fluxo de pessoas naquela área. “Não temos só o derby para nos preocuparmos, Lisboa é uma verdadeira capital europeia, procurámos estar preparados para tudo”, realçou por fim o subintendente Pedro Pinho, para passar a palavra ao subintendente Sérgio Soares que recomendou: “Cheguem cedo ao estádio, com tempo, respeitem as indicações de estacionar onde é permitido e de preferência utilizem os transportes públicos”.

Recomendadas

Marcas vs Catar: o difícil equilibrismo das maiores marcas do mundo. Veja o “Jogo Económico”

Do equilibrismo de quem patrocina a prova à anti-campanha de quem está de fora, estes dias estão entregues a uma espécie de Mundial de marcas com desfecho imprevisível. Daniel Sá, especialista em marketing desportivo e diretor-executivo do IPAM e Henrique Tomé, analista da corretora XTB, são os convidados desta edição.

O Mundial de todas as contradições em análise. Veja o “Atlantic Connection”

Com apresentação de Giovanna Oliveira e José Carlos Lourinho, o Atlantic Connection é um programa produzido em parceria pela BM&C News e pelo Jornal Económico, que oferece uma perspectiva em português sobre os grandes temas da atualidade global.

“Catar? O meu lugar no futebol é no Estádio da Luz”, realça ministro da Cultura

Na semana em que o Parlamento votou e aprovou a ida de Marcelo Rebelo de Sousa ao Catar, para que o Chefe de Estado estivesse na estreia da Seleção portuguesa nesta competição, o ministro da Cultura, conhecido sócio e adepto benfiquista, referiu nesta entrevista que não irá ao Mundial, mesmo que Portugal chegue à final.
Comentários