65% das empresas portuguesas considera a inovação uma prioridade. A sua empresa faz parte desta percentagem?

Fazer crescer um negócio não é uma tarefa simples, existem desafios e fracassos. É na forma como respondemos aos desafios que temos a oportunidade de passar ao próximo nível. Embarque nesta viagem onde pode descobrir como é que um software de Gestão Empresarial pode ajudar as empresas portuguesas a prosperar no mercado.

A tecnologia, quando aplicada às organizações, atua como um acelerador de negócios e desempenho, permitindo que as equipas e os gestores se concentrem na condução da estratégia do negócio, ao mesmo tempo que fornecem a agilidade necessária para isso. O tedioso e demorado trabalho de compliance, faturação ou mesmo de contabilidade passa a assumir contornos automáticos, permitindo que os líderes e os seus colaboradores possam dedicar mais tempo ao que realmente importa para o crescimento dos seus projetos e para a expansão das suas organizações.

Os serviços baseados na cloud estão a ganhar terreno, seja ao nível da amplitude de soluções ou da expressão que já têm no tecido empresarial. Esta tendência tem vindo a ganhar espaço no mercado empresarial português depois de um período marcado pela pandemia. Segundo o Instituto Nacional de Estatística, com o início da pandemia em 2020, 24% das empresas aumentaram o investimento destinado às tecnologias de informação e comunicação (TIC).

Há assim uma forte determinação a nível europeu para permitir o acesso das empresas e colaboradores a soluções desta natureza, seja através do financiamento, ou da promoção do reskilling/upskilling. Exemplo disso é o programa da União Europeia, Horizon Europe, lançado há pouco mais de um ano e que decorre até 2027, com um orçamento de mais de 95 mil milhões de euros destinados a apoiar iniciativas de investigação e inovação. Em Portugal, mais concretamente, a Comissão Europeia vai contribuir com 464 milhões de euros para melhorar as competências da população e promover o emprego e a coesão social.

Em Portugal, antes da pandemia, cerca de 57% das organizações considerava a tecnologia e a inovação como uma prioridade. Após e durante a pandemia, segundo os dados de um estudo realizado pela Michael Page, essa percentagem aumentou para 65% e muitas das empresas começaram a acelerar os projetos tecnológicos que tinham em mãos.

Um dos objetivos das organizações passa também por aumentar a automatização de processos, sobretudo dos processos repetitivos que exigem um enorme consumo de tempo por parte das pessoas. É neste contexto que tem aumentado a procura por sistemas de gestão integrado ou ERP (Enterprise Resource Planning) no seu acrónimo inglês.

Mas o que é um ERP?

O ERP evoluiu de um mero gestor de inventário para empresas de manufatura (MRP) criado nos anos 60, para uma solução integrada de business intelligence. Os anos 80 são um marco na evolução do ERP, quando o MRP II veio permitir soluções mais sofisticadas, permitindo a intersecção dos vários departamentos.

O termo ERP foi cunhado na década de 90, e passou a ser uma tecnologia reconhecida e utilizada por empresas de vários sectores, e não apenas por empresas de manufatura.

A evolução do ERP veio permitir  a gestão do back-office empresarial e do front-office. Mais importante ainda, tornou-se uma solução para todas as empresas, que se adapta de forma orgânica às necessidades e dimensão de cada organização, e permite reduzir custos e poupar recursos valiosos para as PME, que representavam em 2019 mais de 99% do mercado português.

Um software ERP permite também alcançar um determinado patamar de sincronia em termos de reporting – em vez das organizações alocarem o tempo e esforço dos seus colaboradores à criação e gestão manual e constante de relatórios e dados, um ERP pode permitir que todos esses dados sejam reunidos de forma automática e centralizada num só sistema.

Como é que um ERP atende às necessidades de uma organização? E como é que isso ajuda os negócios a crescer e permanecerem ágeis?

É a proposta e premissa por detrás de um ERP adequado: simplificar, integrar e facilitar a gestão de um negócio, reunindo numa só plataforma todas as ferramentas necessárias para impulsionar a sua eficiência.

No fundo, um ERP integra todos os processos essenciais para a gestão diária de um negócio. Estes processos incluem, entre outros, a realização de inventários, processamento e gestão de faturação, contabilidade, gestão de recursos humanos, e até gestão de clientes (CRM).

É provável que a sua organização já esteja a gerir estes processos recorrendo a alguns softwares ou soluções individuais, no entanto a perceção real e total do negócio em si pode ainda assim não ser a mais clara.

Imagine que abdicava de todos os softwares que tem neste momento e que passava a executar todos estes processos numa só plataforma acessível a partir de qualquer lugar e baseada num sistema cloud.

Porquê um software ERP cloud-based?

Os sistemas ERP mais tradicionais funcionam a partir de um local fixo, ou seja, são instalados e executados nas sedes das organizações, o que requer investimento numa infraestrutura, tanto ao nível de servidores, como de rede e segurança que é gerida pela empresa.

Atualmente um software ERP, que funcione com base num sistema cloud, permite que qualquer pessoa de uma organização passe a armazenar e a aceder a informações de forma segura, a partir de qualquer dispositivo, em qualquer local e a qualquer momento, através de uma simples ligação à internet.

O ERP in cloud possibilita ainda que passe a armazenar o software num servidor remoto, reduzindo os custos para a empresa. Além disso, o investimento em softwares cloud-based tem em conta as novas realidades das organizações. Os custos iniciais são menores porque se trata de alugar um programa, não sendo necessário um investimento material. As vantagens da adoção da cloud são claras: reduz os custos, liberta a infraestrutura de IT da empresa e reforça a segurança.

Os sistemas ERP a funcionar em cloud permitem que todas as partes envolvidas nos vários processos tenham uma informação centralizada, partilhada e comum: um fio-condutor de toda a empresa, que suporta as diferentes funções exigidas por todos os departamentos. Na prática, isto significa que toda a equipa pode trabalhar com segurança a mesma informação e garantir que todos os processos estão sincronizados entre si.

Não é assim uma surpresa compreender por que motivo as soluções ERP na cloud estão com uma elevada procura e a atravessar um período de franco crescimento.

A adoção de serviços cloud-based é uma tendência que veio para ficar. Estas soluções permitem uma maior rapidez e fluidez nos processos, uma redução acentuada dos custos de gestão, fácil atualização e manutenção, mas, sobretudo, permitem que os dados que realmente importam para o seu negócio sejam consultados de forma segura, em qualquer momento e onde quer que esteja.

Atualmente, as organizações encaram a transição do tecido empresarial para a nova realidade tecnológica como um passo incontornável para o crescimento e expansão dos seus negócios.

O NetSuite entre os sistemas ERP

Oracle NetSuite é uma solução cloud que foi desenhada para tornar mais simples todos os processos de gestão. Este ERP na cloud é atualmente um dos mais utilizado no mundo, contando com mais de 29 mil clientes em 200 países.

Isto permite que as organizações continuem focadas naquilo que fazem melhor, dando resposta às novas oportunidades de mercado de forma rápida, confiante e segura. Da gestão avançada das finanças à gestão de stocks, passando por cobranças e muitas outras áreas, o NetSuite ERP oferece às empresas uma grande variedade de ferramentas.

Precisa de ajuda com o seu projeto de ERP? Converse com um especialista da Oracle NetSuite.

 

 

 

Este conteúdo patrocinado foi produzido em colaboração com a Oracle NetSuite.

Recomendadas

Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra: 50 anos a ganhar o futuro

A juventude dos seus 50 anos e o prestígio de uma Universidade com mais de 730 anos.

Financiamento sustentável? Sim, e está cada vez mais próximo de si!

O balanço de um encontro entre banca, filantropia e empreendedorismo, unidos com um propósito único: criar modelos económicos mais ecologicamente responsáveis.

Tudo o que precisa de saber sobre o SIFIDE e fundos de investimento – Assista agora!

Assista ao JE Brand Channel webinar: SIFIDE e Fundos de Investimento e descubra todas os benefícios deste sistema para as empresas.
Comentários