Parque das Nações vai ter novo edifício de escritórios

K-Tower é o novo projeto junto à Gare do Oriente com mais de 15 mil m2 de área de construção acima do solo e 13 pisos. As obras devem ter início no verão de 2019, prevendo-se que fiquem totalmente concluídas no primeiro semestre de 2021.

O Parque das Nações em Lisboa vai ter um novo espaço para escritórios com o surgimento da K-Tower, que ficará situada junto à Gare do Oriente e que será promovida pela Krestlis, ficando a comercialização do edifício a cargo da equipa de Office Agency da JLL, segundo um comunicado emitido esta terça-feira.

O edifício será composto por 13 pisos de escritórios com mais de 15 mil m2 de área de construção acima do solo, sendo que no mesmo complexo está a ser construído um Moxy Hotel, uma nova marca do grupo Marriott International, direcionada para os millennials. A construção deste hotel começou no último verão.

Segundo o comunicado este edifício distingue-se pela sua arquitetura “moderna e inovadora, com uma fachada envidraçada com vista de 360º, além de criar uma mancha ajardinada com ligações pedonais à zona envolvente”. As obras de construção da K-Tower devem ter início no verão de 2019, prevendo-se que fiquem totalmente concluídas no primeiro semestre de 2021.

Mariana Rosa, diretora de Office Agency da JLL, afirma que “este novo projeto vai permitir às empresas não só instalar os seus escritórios no local mais apetecível do Parque das Nações, junto à Gare do Oriente, ao Centro Vasco da Gama e com excelentes acessos rodoviários, como fazê-lo num edifício de ponta em termos de soluções tecnológicas, funcionalidade do espaço e sustentabilidade”, mostrando-se confiante de que “edifício fique inteiramente comercializado ainda antes da sua conclusão”, não sendo de “descartar a ocupação como sede de uma só empresa”.

Recomendadas

Airbnb. Anfitriões em Lisboa ganharam mais de 11 milhões com a Web Summit desde 2016

O ano passado, um anfitrião típico em Lisboa ganhou em média 400 euros. Nos quatro dias do evento de tecnologia, que regressa à capital portuguesa no próximo mês, foram acolhidos 11 mil hóspedes.

JLL vende projeto para a construção de 514 novos apartamentos em Almada

O empreendimento está localizado no Feijó, na margem sul do Tejo, e tem uma capacidade de construção próxima de 51 mil metros quadrados, informa a própria JLL em comunicado.

Lisboa ultrapassa Madrid, Barcelona e Milão como cidade mais cara do sul da Europa (com áudio)

Em agosto de 2022, Lisboa apresentou um preço médio venda de 4.817 euros por metro quadrado, tendo registado o maior aumento, na casa dos 5,4%.
Comentários