A arte chinesa da cópia automóvel

A indústria automóvel chinesa oferece bons e variados exemplos de inovação, mas ao mesmo tempo, casos há em que os modelos colocados à venda estão demasiado próximos dos que lhes serviram de “inspiração”.

Os modelos chineses que copiam marcas vendidas no Ocidente estão a tornar-se a norma, ao invés da exceção. Depois de os recentes Zotye SR9 e Weikerui V7 terem sido referenciados como clones dos Porsche Macan e Volkswagen e-Up, respetivamente, esta arte de bem copiar não dá sinais de acalmar.

Com o Salão de Xangai quase a abrir portas, é possível que surjam novos exemplos, mas, até lá, revelamos uma lista de modelos chineses que estão demasiadamente próximos dos veículos em que se “inspiraram”.

 

Lifan 320
O Lifan 320 é um citadino munido de um motor de 1,3 litros que foi revelado pela primeira vez no Salão de Pequim de 2008. À data, ganhou notoriedade pela óbvia parecença com o Mini, mas um facelinft operado em 2013 distanciou-o do modelo alemão… para o aproximar do Fiat 500.

 

Landwind X7
O X7 agitou a indústria por ser extraordinariamente parecido com o Range Rover Evoque. De facto, a Land Rover ficou tão impressionada com o modelo que colocou a Landwind em tribunal. O construtor chinês venceu a ação e o X7 foi colocado no mercado.

 

Shuanghuan SCEO
Apresentando algumas semelhanças com a dianteira do Lexus RX da primeira geração, o perfil e a traseira não negam as semelhanças com o BMW X5 do Shuanghuan SCEO. O construtor alemão foi para os tribunais, mas não conseguiu mais do que banir o modelo chinês do mercado alemão.

 

CH Auto Lithia
Quem pensava que o perfil inconfundível do Audi R8 só poderia ser visto num Audi R8 enganou-se. A CH Auto gostou tanto do design que resolveu utilizá-lo no Lithia, o seu supercarro elétrico.

 

Geely Beauty Leopard
Para provar que a cultura de cópia chinesa não é algo novo, o Geely BL apresenta a dianteira do Hyundai Coupé e a traseira do Toyota Supra. Felizmente, a Geely não utilizou a mesma estatégia na Volvo.

 

Youxia Ranger X
O nome Youxia significa Knight Rider (sim, esse mesmo) e as linhas assemelham-se, e muito, às do Tesla Model S, com exceção às luzes LCD na dianteira, inspiradas pelo Kitt.

 

Shuanghuan Auto Noble
Apesar das suas inegáveis parecenças com o smart fortwo, o Noble acomoda quatro passageiros, embora não se saiba quão confortavelmente.

 

Dojo Pioneer
Seria de prever que, ao copiar um Aston Martin, a escolha recaísse num modelo mais icónico, mas a Dojo aproveitou as linhas do Cignet para o seu Pioneer, um citadino elétrico que copia um modelo já de si inspirado nas linhas de um terceiro, o Toyota iQ. Com uma autonomia anunciada de 120 km, a velocidade máxima é de 60 km/h.

 

Yogomo S325
Novamente o Range Rover Evoque a servir de inspiração para um modelo chinês, no caso o Yogomo S325, como se pode ver nos grupos óticos deste citadino. Não estamos em crer que a Land Rover se preocupe muito que o S325 roube vendas ao Evoque

 

Yogomo 330
Já a Kia pode não ter a mesma opinião em relação ao 330, já que são muito poucas as diferenças visíveis entre o modelo chinês e o coreano.

 

Geely Merrie 300
Não, não é um Mercedes Classe C, é o Geely Merrie 300. Dos grupos óticos até ao ornamento do capot, é apenas um Geely Merrie 300.

 

Zotye SR9
Podia pensar-se que é um dos modelos mais vendidos da Porsche, mas no caso é o Zotye SR9, que recentemente foi lançado no mercado chinês. O motor, oriundo da Mitsubishi, tem 2,0 litros e oferece 187 cv.

 

Weikerui V7 – Volkswagen e-Up
A mais recente adição ao clube da cópia chinesa é o Weikerui V7, um clone do Volkswagen e-Up!. Até o logo da marca se parece com o da VW. Muito como o que se vê abaixo.

 

Logo BYD
Para provar que nem só de carros vive a indústria chinesa da cópia automóvel, eis o logo da BYB, que busca muita inspiração no da alemã BMW.

Recomendadas

Ford estima perdas de três mil milhões de dólares com sector elétrico em 2023

A empresa está a projetar uma perda acumulada até seis mil milhões de dólares, entre 2021 e 2023, nos modelos elétricos.

Um em cada 25 Teslas vendidos na Europa vem para Portugal

Em Portugal, os veículos elétricos correspondem a 15,8% das matrículas totais de veículos ligeiros de passageiros. A Tesla está quase a ultrapassar marcas como a Nissan e a Volvo.

PremiumJuventude eterna

A quarta geração do icónico MX-5 de Mazda está tão jovem como no longínquo ano de 1989 em que foi lançado o primeiro modelo. Com um design que pouco evoluíu porque os consumidores desejam manter este modelo, variando as cores e a capota, de lona ou rígida, o MX-5 tem, no entanto, uma clara melhoria no ADN. Ainda assim soube sempre manter o que tem de melhor na passagem entre gerações, nomeadamente a conexão Jinba Ittai, onde o condutor é o centro nevrálgico do automóvel.
Comentários