A história do pescador que investiu 80 dólares e hoje vale 1,1 mil milhões

Chuck Bundrant, o fundador da Trident Seafoods, tem uma fortuna avaliada em 1,1 mil milhões de dólares, segundo o índice da Bloomberg. Tudo começou há 44 anos, com 80 dólares, dois sócios e um barco.

Chuck Bundrant era um caloiro universitário com 80 dólares no bolso quando, em 1962, decidiu viajar para o outro lado dos EUA, com o objetivo de ganhar algum dinheiro com a pesca. Atualmente, o fundador e sócio-maioritário da Trident Seafoods vale 1,1 mil milhões de dólares (954 milhões de euros), de acordo com o Índice de Bilionários da Bloomberg.

E a sua fortuna deve-se, em grande parte, ao escamudo-do-Alasca, uma espécie da família do bacalhau, que, na década de 1980 era considerada “lixo” pelos americanos. A grande vitória de Bundrant foi convencer o mercado a consumir este peixe, maioritariamente na oferta das cadeias de fast-food, que agora é vendido pela Trident – juntamente com salmão e bacalhau – para cadeias em todo o país.

O índide da Bloomberg calcula a fortuna de Bundrant baseando-se no facto de o empresário deter 51% da Trident, que teve um resultado de 2,4 mil milhões de dólares em receitas no ano passado. Como a avaliação da empresa é, atualmente, de 2,1 mil milhões de euros (cerca de 1,9 mil milhões de euros), a Bloomberg atribui um pouco mais de metade desse valor a Bundrant.

Atualmente fora do negócio – nomeou o filho como CEO da empresa – Bundrant é retratado pelo seu amigo de longa data, Brent Paine – diretor executivo da associação do comércio United Catcher Boats – como “uma pessoa que toma riscos e que tem a mente aberta à oportunidade”.

Self-made man
De acordo com a Bloomberg, que cita várias publicações em jornais locais de Seattle, EUA, Chuck Bundrant não sabia nada da indústria pesqueira e começou a sua carreira nesta indústria em Bristol Bay, no Alasca, onde chegou a dormir nas docas e arranjou trabalho onde conseguiu. Alguns anos depois encontrou dois pescadores de caranguejo – Kaare Ness e Mike Jacobson – e, em 1973, juntaram-se para construir o Billikin, um barco pesqueiro de 135 pés que “transformou a indústria”, diz a Trident no seu website.

A grande inovação foi a colocação a bordo de equipamento que cozinhava e congelava o caranguejo, garantindo que os três sócios passavam mais tempo no mar e regressavam com maior quantidade de caranguejo.

Quando as quotas de pesca do caranguejo começaram a diminuir, Bundrant decidiu virar-se para o escamudo-do-Alasca, uma espécie que “infestava” o Mar de Bering. Acreditando que os americanos gostariam do peixe – que era apelidado de “peixe-lixo” pelo mercado – se o provassem, Bundrant fez a sua primeira venda à cadeia Long John Silver.

Reza a história que o CEO da cadeia de restaurantes disse ter adorado o bacalhau, que não era bacalhau, era escamudo (também chamado paloco). Terá sido o próprio CEO da Long John Silver a abrir as portas para o negócio com McDonald’s e Burger King, e o resto é história. Uma história, agora, bilionária.

Relacionadas

Parecer defende suspensão da pesca da sardinha por 15 anos

O ICES enviou um relatório à Comissão Europeia onde se revela preocupado com os stocks de sardinhas na zona ibérica de pesca. E recomenda que, para recuperar a população, esta atividade deveria cessar durante 15 anos. Portugal discorda, alegando não existirem dados atualizados.
Recomendadas

Comparadora de seguros HelloSafe recebe mais quatro milhões para expandir em Portugal

“Este financiamento irá apoiar a nossa ambição de nos tornarmos a plataforma internacional número um em Portugal para comparar produtos financeiros e de seguros”, diz Oleksiy Lysogub, cofundador da empresa canadiana. ‘Insurtech’ vai contratar 40 pessoas.

Saiba que tipo de informação é dada pela nova etiqueta energética

A informação que consta da etiqueta varia conforme o equipamento, mas existe um conjunto de informação comum.

Saiba em que consiste a etiqueta energética e a sua importância na compra de equipamentos elétricos

A nova etiqueta energética já é uma realidade no nosso mercado. Os consumidores precisam de conhecer esta ferramenta, útil e intuitiva, para escolher os seus eletrodomésticos de forma esclarecida e eficiente.
Comentários