A postos para o Natal?

A Parfois aposta numa coleção de Natal que torna os dias festivos ainda mais especiais. Um desfile das tendências da estação, propostas com a dose certa de conforto e atitude. Texturas ‘furry’ e ‘fluffy’, acessórios coloridos e bijuteria brilhante são o destaque. Uma narrativa para receber esta altura mágica do ano com magia e divertimento.  

A marca de acessórios Parfois apresenta a sua campanha de Natal, “The Christmas House”. Entre o cenário exagerado das decorações natalícias, as duas protagonistas revelam a coleção.

A marca aposta numa coleção de Natal que torna os dias festivos ainda mais especiais e é um desfile das tendências da estação. Propostas com a dose certa de conforto e atitude.

Texturas furry e fluffy, acessórios coloridos e bijuteria sparkly são o destaque. Uma narrativa para receber esta altura mágica do ano com magia e divertimento.

As texturas soft são uma das principais tendências para este outono/inverno, desde malas até cachecóis, os acessórios furry regressaram.

Destacam-se os casacos em pelo e os cachecóis coloridos para enfrentar os dias mais frios, ou os tote bags maxi em pelo, que se destacam em qualquer look.

Os brilhos e os metalizados são ideais para celebrar, mas ganham cada vez mais espaço no guarda-roupa para o dia-a-dia.

Na bijuteria utilizam-se materiais como strass, detalhes em pedra, e acrílico em brincos sparkly e colares maxi.

Para assumir o mood festivo, além da bijuteria, a Parfois lança ainda várias peças metalizadas, como malas e calças.

A whishlist não fica completa sem um pouco de cor. Laranja, hot pink, roxo e verde lima são alguns dos tons escolhidos para acessórios como baguettes, shoppers, brincos, cachecóis oversized e camisolas. Peças divertidas para surpreender na hora de presentear.

Saiba mais aqui.

Recomendadas

António Costa e a maldição do sete. Ouça o podcast “Maquiavel para Principiantes”

“Maquiavel para Principiantes”, o podcast semanal do JE da autoria do especialista em comunicação e cronista do “Jornal Económico”, Rui Calafate, pode ser ouvido em plataformas multimédia como Apple Podcasts e Spotify.

Didier Fiúza Faustino: 30 anos a questionar

Os projetos do “artista-arquiteto” franco-português, como o próprio se define, são marcados pelo questionamento do papel político da criação e da nossa posição enquanto sujeitos e cidadãos. O MAAT, em Lisboa, dedica-lhe uma retrospetiva que Faustino vê mais como um exercício prospetivo.

Produtor Paulo Branco distinguido com Prémio Luso-Espanhol de Arte e Cultura 2022

O produtor português Paulo Branco foi distinguido com o Prémio Luso-Espanhol de Arte e Cultura 2022, revelou hoje o Ministério da Cultura.
Comentários