A proeza de design e a excelência do hardware. Eis os novos modelos da OPPO

A nova gama flagship da OPPO já é conhecida, com três modelos diferentes. Os OPPO Find X3 destacam-se pela excelência dos ecrãs, a qualidade das câmaras e pela mestria industrial do design traseiro. Conheça melhor esta gama em baixo.

Da esquerda para a direita: o Find X3 Neo, Pro e Lite. Todos os modelos suportam 5G.

 

O lançamento de uma nova gama de smartphones é tudo menos um dia banal na indústria dos equipamentos móveis. As marcas habituaram os consumidores a esperar novos lançamentos todos os anos e as exigências dos utilizadores obrigam a uma procura pela excelência e inovação, ano após ano.

A OPPO já tinha colocado o pé na porta do mercado europeu e com o lançamento da nova gama Find X3 assegura uma posição de crescimento para os próximos anos. Conheça os novos modelos da marca chinesa, que se distinguem pela qualidade de construção e design e pelo hardware virtualmente incomparável com outros smartphones Android. E, claro, todos eles suportam o 5G.

Os OPPO Find X3 foram apresentados ao mercado no passado dia 11 de março e estão disponíveis em três modelos: o Lite, o Neo e o Pro, para três segmentos de utilizador diferentes, muito à semelhança do que já acontece com modelos de outras marcas. O modelo de destaque é claramente o Find x3 Pro 5G, o produto de uma mestria industrial que permitiu a fusão harmoniosa entre o módulo da câmara traseira com o corpo do equipamento.

Aliás, o apelo destes equipamentos está mesmo no seu design impecável e nas câmaras. A OPPO não poupou esforços neste departamento e disponibiliza o Find x3 Pro 5G com quatro câmaras: uma principal de 50 megapíxeis, uma grande angular também de 50 megapíxeis e ainda uma teleobjetiva e uma microlente, auxiliadas por um sensor de temperatura de cor.

O OPPO Find X3 Pro 5G é o primeiro equipamento do mercado com uma câmara principal dupla, com mil milhões de cores, para proporcionar ao utilizador a melhor experiência de cor e realismo. No módulo frontal encontramos uma câmara Selfie de 32 megapíxeis.

Das câmaras para o ecrã, o modelo Pro não desilude com um ecrã-curvo de 6.7″ com tecnologia LTPO-OLED, com uma taxa de atualização de 120Hz. O novo ecrã permite a visualização de mil milhões de cores, com 10-bit de profundidade de cor e 1300 nits de pico de brilho.

Tudo isto só é possível com recurso a uma bateria de 4500 mAh, carregada com a tecnologia VOOC da OPPO, que permite o carregamento de 100% da bateria em 38 minutos (por cabo) ou em 80 minutos (sem fios).

Debaixo do chassis está o hardware que sustenta toda esta inovação e que permite a melhor experiência de utilização, mesmo em situações exigentes. O mérito é do processador Qualcomm Snapdragon 888 e de uma RAM de 12GB LPDDR5. Em termos de armazenamento não há grandes surpresas em comparação com outras marcas – o Find X3 Pro 5G oferece 256GB.

Tudo isto concentrado num corpo leve e fino, pesando apenas 192 gramas e não ultrapassando os 8.2 milímetros de espessura. O modelo Pro é também certificado com Proteção IP68 (resistente a poeiras e salpicos).

Já os modelos Lite e Neo chegam a ser ainda mais finos, com 172g e 184g respetivamente, ambos com 7.99mm. Os dois modelos recebem RAM e armazenamento de capacidades diferentes, e também modelos diferentes de processores Qualcomm Snapdragon, mas destacam-se pela excelências das suas câmaras e pelo ecrã quase incomparável a outros modelos considerados low-cost.

É esta a nova gama que a OPPO coloca no mercado dos smartphones para competir com outros modelos da Huawei, Samsung e até da Apple. Apesar de recém-chegada ao continente europeu, a OPPO não se inibe de entrar com popa e circunstância, adicionando ao seu catálogo um topo de gama que deu a conhecer no passado dia 11 de março. Reveja o evento de apresentação aqui.

 

 

Este conteúdo patrocinado foi produzido em colaboração com a OPPO.

Recomendadas

A Mobilidade elétrica acelera a descarbonização das empresas

Na sua definição mais simples, descarbonizar significa “tirar carbono a”. E no caso da energia, significa que cada vez mais, queremos trocar as energias fósseis, que emitem gases de efeito estufa, por mais energias verdes, renováveis.

Euribor em máximos de uma década

O que pode fazer para cobrir a subida dos juros do seu empréstimo à habitação?

Mobilidade Sustentável: conheça a aposta da Schindler

Com a missão de ser cada vez mais sustentável, a Schindler estabeleceu para o ano de 2030 uma redução de 50% nas emissões de gases com efeito de estufa das suas atividades, com base nos dados de 2020.
Comentários