A sua bagagem de mão tem o tamanho certo para ir no avião? App da KLM responde

A KLM Royal Dutch Airlines criou uma aplicação que utiliza a Realidade Aumentada e permite ao passageiro verificar em casa se a sua bagagem cumpre os requisitos pedidos para evitar stress no aeroporto.

Cristina Bernardo

A partir desta sexta-feira, todos os passageiros com uma câmara fotográfica no seu iPhone e uma aplicação móvel vão ter a vida simplificada na hora de perceber se a bagagem de mão que vão levar na viagem tem o tamanho certo para embarcar. A KLM Royal Dutch Airlines criou uma app que utiliza a Realidade Aumentada e permite ao passageiro verificar em casa se a sua bagagem cumpre os requisitos pedidos para evitar stress no aeroporto.

Este serviço de verificação de bagagem de mão da KLM possibilita que uma imagem virtual seja colocada na realidade e usada de forma interativa. Na hora de confirmar os tamanhos das suas malas, vai aparecer-lhe uma mala virtual transparente sobre a qual vai poder colocar a sua e verificar se a mesma tem o tamanho correto.

“Ao aproveitar o potencial da Realidade Aumentada, a KLM está a dar o próximo passo em termos da prestação de serviços digitais”, afirma Pieter Groeneveld, vice-presidente sénior digital da Air France-KLM, em comunicado. “Com a verificação de bagagem de mão AR, os passageiros podem agora ver rapidamente se a sua bagagem de mão tem o tamanho correto”, refere a mesma nota.

Pieter Groeneveld diz ainda que “ao oferecer este serviço, estamos a colocar as necessidades dos nossos clientes em primeiro lugar”. “No melhor interesse dos nossos passageiros, também continuamos a ser pioneiros da inovação”, sublinha. A app está disponível na KLM App para os utilizadores iOS.

Recomendadas

O que é uma hipoteca e que cuidados deve ter?

A hipoteca pode ser uma solução para ver o seu crédito aprovado. Descubra se é vantajoso no seu caso e o que fazer, passo-a-passo.

Deduções específicas IRS 2023: o que são?

Descubra o que são as deduções específicas ao IRS, que categorias existe e porque são importantes para o cálculo deste imposto.

DECO continua preocupada com exclusão dos mais vulneráveis no acesso à banca

A exclusão de grupos de consumidores, nomeadamente idosos, populações rurais e do interior, no acesso aos serviços bancários mais “tradicionais” tem preocupado a DECO. A associação defende a proteção do consumidor vulnerável para que o processo de digitalização da banca não deixe ninguém para trás.
Comentários