A5 pode ter faixa para autocarros: Lisboa, Oeiras e Cascais estudam viabilidade

Fernando Medina, presidente da Câmara de Lisboa e do Conselho Metropolitano da Área Metropolitana de Lisboa, garante que “há um grande empenho dos três municípios em desenvolver uma solução de transporte público na A5”.

Fernando Medina anunciou que as autarquias de Lisboa, Oeiras e Cascais estão a estudar a criação de uma linha de transportes públicos na A5.

Em declarações prestadas à publicação Transportes em Revista, o presidente da Câmara de Lisboa e do Conselho Metropolitano da Área Metropolitana de Lisboa (AML) declarou que estes três executivos camarários estão “a estudar essa hipótese” que, assegura Medina, “certamente fará parte do plano de investimentos estartégicos que a AML irá apresentar ao governo”.

“Neste momento”, explicou Medina, “Lisboa e Cascais já estão a desenvolver esse trabalho”, enquanto Oeiras “irá entrar brevemente”.”Há um grande empenho dos três municípios em desenvolver uma solução de transporte público na A5″, acrescentou.

Para Medina, “equacionar o transporte público na A5 é a demonstração de como o investimento no sistema de transportes não acompanhou a dinâmica demográfica e urbana”: “hoje”,, diz o autarca lisboeta “a grande via de acesso à cidade de Lisboa é uma autoestrada que não tem transporte público dedicado”. “É essencial encontrar uma solução” para este problema, argumenta o edil, lamentando que se “anda há 30 anos a discutir o que se deve fazer”.

Recomendadas

Empresa do ministro das Infraestruturas e da Habitação e do seu pai fez contrato com o Estado

 Segundo o jornal ‘online’ Observador, o contrato com o Estado feito pela Tecmacal “constitui uma incompatibilidade de acordo com a lei que estabelece o regime do exercício de funções por titulares de cargos políticos e altos cargos públicos”.

OE2023: Presidente da República recebe partidos na quarta-feira

O Governo apresentou hoje o seu cenário macroeconómico aos partidos com assento parlamentar, três dias antes de entregar a proposta de Orçamento do Estado para 2023 na Assembleia da República.

OE2023: Se previsões do Governo se confirmarem, tensão social será menor, diz Presidente da República

Marcelo Rebelo de Sousa admitiu que as previsões do Governo são melhores do que o próprio e “porventura do que esperavam muitos portugueses, dentro do clima de crise geral” que Portugal está atualmente a viver.
Comentários