Abanca lança serviço de gestão discricionária de carteiras

Em comunicado o banco diz que neste serviço de gestão de carteiras de ativos, o montante mínimo de investimento inicial é de três mil euros e o máximo de 50 mil euros, investidos num conjunto de fundos de investimento internacionais geridos ativamente, assim como em fundos de investimento de gestão passiva (indexados) à marca Abanca.

O Abanca Portugal lançou um novo serviço de Gestão Discricionária de Carteiras, o Carteira Abanca 360. Em comunicado o banco diz que neste serviço de gestão de carteiras de ativos, o montante mínimo de investimento inicial é de três mil euros e o máximo de 50 mil euros, investidos num conjunto de fundos de investimento internacionais geridos ativamente, assim como em fundos de investimento de gestão passiva (indexados) à marca Abanca.

“Com este serviço, são as equipas de especialistas do Abanca que tomam a decisão de investimento de cada carteira, assim como fazem todo o acompanhamento dos mercados e carteiras, tomando as decisões necessárias no sentido de gerar o maior retorno possível com base no perfil de risco do cliente e com foco no investimento sustentável”, refere o banco.

“Numa altura de alguma volatilidade nos mercados financeiros, o conhecimento dos gestores do Abanca, que acompanham a evolução dos mercados, será relevante para tomar as melhores opções para as carteiras de investimento”, defende o banco liderado em Portugal por Pedro Pimenta.

“Para o Abanca, a sustentabilidade é um tema de máxima relevância. No Alpha360, promovemos o investimento socialmente responsável no setor e, por isso, selecionamos apenas fundos de gestores que sejam signatários dos Princípios de Investimento Responsável”, defende Hugo Freitas, responsável de produtos de investimento do Abanca Portugal.

O Abanca diz que a Carteira Abanca 360 reúne um conjunto de características, entre elas “a disponibilização da informação detalhada da carteira de ativos; a experiência de investimento simples, que se traduz nomeadamente numa gestão de carteiras profissionalizada segundo os objetivos de investimento e perfil de risco traçado; e a transparência ao nível de custos, contando com acesso a classes institucionais/limpas em fundos de investimento e taxa Fixa pelo serviço de gestão discricionária”.

Estão disponíveis três perfis adaptados ao perfil de risco de cada cliente e ajustados de acordo com o regulamento MIFID II (Diretiva dos Mercados de Instrumentos Financeiros – DMIF II) , sendo que as carteiras são individuais, tendo cada cliente tem a sua própria carteira.

“O nosso serviço de Gestão Discricionária de Carteiras, o Carteira Abanca 360, tem por base o modelo Alpha360, que é um modelo de investimento flexível e dinâmico que responde às necessidades de investimento do Abanca e dos seus clientes”, afirma Hugo Freitas do Abanca Portugal.

Este modelo de investimento assenta em quatro pilares, diz a sucursal do Abanca. Um é a inovação, outro a qualidade, outro a confiabilidade e outro a responsabilidade.

“O modelo de investimento Alpha360 pauta-se pela inclusão de critérios ambientais, sociais e de boa governança corporativa (ESG) em todo o processo”, assegura o banco.

O Abanca foi, em maio de 2020, o primeiro banco na Península Ibérica a aderir aos Princípios das Nações Unidas para o Investimento Responsável, através da Iniciativa Financeira do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEP FI) e do Pacto Mundial.

O Abanca comprometeu-se a desenvolver a sua atividade de investimento nos segmentos de serviços e produtos de investimento e seguros de acordo com os critérios ambientais, sociais e de governance das sociedades (ESG, na sigla anglo-saxónica), após ter assinado os Princípios de Investimento Responsável da PRI Association, um organismo independente que é o principal impulsionador do investimento responsável no mundo.

Recomendadas

Banco de Portugal divulga lista de 11 entidades sem autorização para conceder crédito

O Banco de Portugal divulgou esta sexta-feira uma lista de 11 entidades que não estão habilitadas a conceder, intermediar ou exercer consultadoria de crédito. Saiba quais são.

PremiumAtrasos do FdR adiam recuperação de 180 milhões de crédito ao Novobanco (com áudio)

A venda da carteira “Harvey” pelo Novobanco à Deva e à Arrow foi a mais recente a ser chumbada pelo Fundo de Resolução, mas não a única.

PremiumBancos fecham acordo com a DK para venda da ECS por 850 milhões (com áudio)

O acordo para venda dos fundos foi assinado na semana passada. A operação fica agora dependente da aprovação dos reguladores, devendo ficar concluída apenas no quarto trimestre.
Comentários