PremiumAccenture alerta para “duplo impacto” da litigância no 5G

Litigância pode atrasar ainda mais 5G. Consultora diz que é “importante” garantir condições para o aumento da competitividade das empresas nacionais, além de melhorias na cobertura. Alerta de desinvestimento dos operadores “é para levar a sério”.

O sector das telecomunicações vive um momento de alta tensão com as principais empresas de costas voltadas para a Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom), devido às ações judiciais movidas para anular os termos do leilão das frequências da quinta geração da rede móvel (5G). Para a consultora de tecnologias da informação Accenture, a litigância “pode ter um duplo impacto” no futuro do sector.

Segundo o vice-presidente e responsável pelas áreas de comunicações, media e tecnologia da Accenture Portugal, Eduardo Fitas, o 5G é uma “oportunidade” não só para melhorar níveis de cobertura de rede, mas também para melhorar a competitividade do tecido empresarial português. Contudo, a controvérsia e a litigância podem anular o efeito desejado.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

Advogados do caso BES querem Supremo a decidir pela manutenção de Ivo Rosa no processo

Na terça-feira a providência 24/22, deu entrada no Supremo e ficou decidido como relator o juiz conselheiro Manuel Capelo, segundo a “TSF”.

Empresas podem participar num estudo gratuito sobre clima organizacional até novembro

Em cada edição, o Índice da Excelência premeia as organizações que apresentam um melhor clima organizacional e que se destacam como organizações de excelência em Portugal. Para participar, as empresas terão de concluir a sua inscrição até ao final de novembro.

Líder do Conselho de Deontologia de Lisboa recandidata-se e critica bastonário dos advogados

Presidente do Conselho de Deontologia de Lisboa aponta perseguição por parte do atual bastonário e apelida a sua gestão de “fechada” e “opaca”. Alerta para falta de meios e “transparência” de gastos.
Comentários