Acesso a eventos culturais só com apresentação de testes negativos (com áudio)

Direção-Geral da Saúde tinha divulgado uma versão sobre as orientações para as regras de acesso a este tipo de eventos “que não estavam atualizadas”.

Se quiser ter acesso a eventos culturais entre os dias 25 de dezembro e 2 de janeiro vai ser necessário a apresentação de um teste negativo contra a Covid-19. A informação foi divulgada pela Direção-Geral de Saúde (DGS) em comunicado esta quarta-feira, 29 de dezembro.

“A Direção-Geral da Saúde (DGS) esclarece que, entre os dias 25 de dezembro e 2 de janeiro, o acesso a eventos de natureza cultural implica a apresentação de um comprovativo de realização laboratorial de teste ou a realização de teste rápido de antigénio na modalidade de autoteste (colheita nasal), nos termos da Circular Informativa Conjunta 011/DGS/INFARMED/INSA/100.20.200, com resultado negativo”, indica o comunicado.

A entidade tinha divulgado uma versão sobre as orientações para as regras de acesso a este tipo de eventos “que não estava atualizadas”, assumindo ter-se tratado de “um lapso” o facto de não ter indicado a necessidade da apresentação de um teste negativo contra a Covid-19.

“Por lapso, foi publicada uma versão da Orientação 028/2020, que não estava atualizada nos pontos 16 e 17, e da Orientação 014/2021, no ponto 14, que clarificam as regras de acesso a estes eventos, e que entretanto já foram substituídas no site da DGS”, pode ler-se na nota divulgada esta quarta-feira.

Recomendadas

Papa Francisco pede a Putin para parar a guerra e alerta para risco nuclear

Francisco sempre mostrou preocupação com a guerra na Ucrânia, chegando a ponderar uma viagem a este país, e agora decidiu dedicar o Angelus a refletir sobre este problema, algo que raramente acontece, sendo que a última vez que ocorreu em 2013 para pedir a paz na Síria.

Brasileiros fazem fila para votar em Lisboa na abertura das urnas

Caso nenhum dos candidatos obtenha a maioria de 50% mais um voto este domingo, a segunda volta realiza-se com os dois mais votados no dia 30.

Transição climática é prioridade para grandes empresas

Sonae, CTT, NOS e Altri têm estratégias consolidadas no combate às alterações climáticas e querem com as suas práticas influenciar toda a cadeia de valor. O JE foi conhecer as metas traçadas e as medidas para as atingir.
Comentários