PremiumACIF pede estabilidade na Zona Franca

A associação diz que a investigação da Comissão Europeia, que concluiu existirem auxílios ilegais, na zona franca, “não abona nada a favor” de quem queira investir na Madeira.

As notificações para a recuperação dos auxílios, tidos como ilegais, pela Comissão Europeia, ao Centro Internacional de Negócios (CINM), ou Zona Franca, começaram a ser enviados a 27 de junho. Deverão estar abrangidos 311 beneficiários e um total de imposto a recuperar na ordem dos 833 milhões de euros, a que acresce juros, disse o Ministério das Finanças, ao Económico Madeira, num processo que se deve prolongar por vários meses.

A presidente da mesa do Centro Internacional de Negócios (CINM), da Câmara do Comércio e Indústria da Madeira/Associação Comercial e Industrial do Funchal (CCIM/ACIF), Tânia Castro, pede estabilidade na Zona Franca, e diz que cerca de 15 associados da CCIM/ACIF já receberam notificações, atingindo um montante de cerca de 10 milhões de euros.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor. Edição do Económico Madeira de 2 de setembro.

Recomendadas

PremiumAções com pior mês desde junho e pode não ficar por aqui

Libra em forte desvalorização e juros da dívida do Reino Unido disparam após polémico “mini-orçamento” de Liz Truss.

PremiumPartidos convergem nos apoios às famílias e crescimento económico

Os partidos com assento parlamentar começam a definir as prioridades para o próximo Orçamento do Estado. Num quadro de incerteza, continuidade e necessidade de calibrar medidas é o elemento central do PS. Oposição reclama respostas ao acelerar da inflação.

Premium“A organização de cuidados deve estar centrada no doente”

O Serviço Nacional de Saúde (SNS) prepara-se para entrar numa nova era, com a criação de uma direção executiva. Na discussão inaugural do ciclo de conferências PROJETOR 2030, a saúde foi o tema forte.
Comentários