Acordos de facilitação de vistos entre Cabo Verde e UE estão a ser aplicados

Os acordos de facilitação de vistos e de readmissão de pessoas entre a União Europeia e Cabo Verde, que entrou em vigor a 01 de dezembro, começaram a ser aplicados, disse hoje o embaixador da UE no arquipélago. José Manuel Pinto Teixeira falava aos jornalistas à saída de um encontro com o Presidente cabo-verdiano, Jorge […]

Os acordos de facilitação de vistos e de readmissão de pessoas entre a União Europeia e Cabo Verde, que entrou em vigor a 01 de dezembro, começaram a ser aplicados, disse hoje o embaixador da UE no arquipélago.

José Manuel Pinto Teixeira falava aos jornalistas à saída de um encontro com o Presidente cabo-verdiano, Jorge Carlos Fonseca, para dar conta dos apoios disponibilizados pela UE às vítimas da erupção vulcânica, que há mais de um mês assola a ilha do Fogo.

“A facilitação de vistos já está em curso. Portanto, todos aqueles grupos de cidadãos que têm acesso a um visto facilitado já o podem fazer, já estão neste momento a ser processados”, indicou o diplomata, citado pela Inforpress.

OJE/Lusa

Recomendadas

Médicos dão prazo de duas semanas para Ministério da Saúde marcar reunião

“Já fizemos seguir o pedido de reunião ao senhor ministro [da Saúde, Manuel Pizarro] e solicitámos que essa reunião se desenvolva com a celeridade que deve e estabelecemos um limite para nas próximas duas semanas sermos convocados para essa reunião”, adiantou Noel Carrilho.

Número de trabalhadores em layoff clássico cai 6% em agosto

Os empregadores recorreram menos ao layoff clássico em agosto do que no mês anterior. Caiu 6% o número de trabalhadores abrangidos.

Teixeira dos Santos defende que aumentar pensões e Função Pública não alimentaria inflação

Em entrevista ao Público, o ex-ministro das Finanças Fernando Teixeira dos Santos não só não acredita que aumentar as pensões e os salários da Função Pública alimentaria a espiral inflacionista, como atira que o Governo tem de esclarecer melhor o argumento utilizado pelo Governo para limitar as atualizações regulares a que os pensionistas teriam direito.