Açores assumem-se como melhor destino turístico de natureza do país

O Governo dos Açores quer transformar o arquipélago, no espaço de uma década, no primeiro destino turístico de natureza do país, disse o secretário regional dos Transportes e Turismo, Vítor Fraga. O governante açoriano, que falava no encerramento do Fórum Turismo, da Câmara de Comércio e Indústria de Ponta Delgada, sublinhou que o setor tem […]

O Governo dos Açores quer transformar o arquipélago, no espaço de uma década, no primeiro destino turístico de natureza do país, disse o secretário regional dos Transportes e Turismo, Vítor Fraga.

O governante açoriano, que falava no encerramento do Fórum Turismo, da Câmara de Comércio e Indústria de Ponta Delgada, sublinhou que o setor tem um “papel muito relevante a desempenhar no desenvolvimento” da região.

“Mas estamos a falar de um dos setores mais competitivos do mundo”, sublinhou, dizendo que os Açores, um “destino valioso, mas recente”, está em “competição direta” com outros, “promovidos durante décadas” e já com públicos fidelizados.

Para Vítor Fraga, é necessário reverter as “aparentes desvantagens” dos Açores em “oportunidades”, sem nunca pôr em causa valores fundamentais como a “sustentabilidade ambiental”.

Assim, defendeu que os Açores têm de ser vendidos como um destino “de excelência”, um dos “segredos da Europa ainda por descobrir”, com uma “natureza deslumbrante todo o ano” e “características únicas a nível natural e ambiental”, e rentabilizar a “invejável” localização entre a Europa e a América, captando turistas dos dois continentes.

“Se conseguirmos aproveitar todas estas oportunidades em pleno, podemos, numa década, fazer dos Açores o principal destino de natureza do país e assegurar para a nossa região o estatuto de referência em termos internacionais no turismo náutico”, afirmou.

Reconhecendo que a questão dos transportes é “fundamental”, disse que, no entanto, que há que ter a “consciência” de que os desafios do setor não se esgotam na liberalização das ligações aéreas a duas ilhas do arquipélago, a partir de 2015.

Assim, disse ser fundamental a aposta na qualidade e na inovação, sublinhando que “receber bem” é “sinónimo de criação de postos de trabalho”.

Vítor Fraga afirmou que o executivo açoriano espera que o novo modelo de transporte aéreo para os Açores entre em vigor nos “prazos definidos” com o Governo da República e assegurou que o Governo Regional, único acionista da SATA, está “totalmente disponível” para apoiar a transportadora aérea face aos desafios da liberalização.

Dizendo que a SATA tem um “papel importante a desempenhar no desenvolvimento e progresso” dos Açores, considerou que a companhia aérea da região teve “sempre grande capacidade” para se adaptar aos desafios que foi enfrentando e que tem um “património de experiências e competências” que dá garantias de que “assim continuará a ser”.

Recomendadas

Marcelo “pessimista” teme efeitos de “discurso muito dramático” do BCE

Perante uma plateia de empresários portugueses em São Francisco, na noite de segunda-feira na Califórnia, hoje de madrugada em Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa assumiu, porém, também ele “uma análise pessimista” da conjuntura económica portuguesa nos próximos tempos, “por causa do mundo”.

Admitidas 13 candidaturas ao concurso público internacional do SIRESP

Para a SIRESP SA, o “número significativo de candidatos qualificados é demonstrativo de que se encontram asseguradas condições de concorrência adequadas entre os potenciais interessados do setor de mercado relevante e de que o concurso poderá vir a consubstanciar-se numa mais-valia económica e tecnológica para o interesse público, que o Estado visa prosseguir com a aquisição desses serviços”.

Topo da Agenda: o que não pode perder nos mercados e na economia esta terça-feira

Destaque do dia para a Rússia, que vai publicar os dados relativos à taxa de desemprego e outros indicadores macroeconómicos, numa altura em que o esforço bélico e o prolongamento das sanções começam a afundar a economia do país.