Açorianos passam a pagar menos para abastecer

As gasolinas sem chumbo de 95 e 98 octanas descem quatro cêntimos por litro, a partir de segunda-feira, e os gasóleos rodoviário, agrícola e pescas três cêntimos, por litro, segundo uma portaria publicada no Jornal Oficial da região. Assim, as gasolinas sem chumbo de 95 e 98 octanas passam a custar 1,42 euros e 1,49 […]

As gasolinas sem chumbo de 95 e 98 octanas descem quatro cêntimos por litro, a partir de segunda-feira, e os gasóleos rodoviário, agrícola e pescas três cêntimos, por litro, segundo uma portaria publicada no Jornal Oficial da região.

Assim, as gasolinas sem chumbo de 95 e 98 octanas passam a custar 1,42 euros e 1,49 euros por litro, respetivamente.

O gasóleo rodoviário passa a custar 1,23 euros por litro, o gasóleo agrícola 0,79 euros por litro e o gasóleo pescas 0,59 euros por litro.

Os novos preços entram em vigor às 00:00 de segunda-feira.

O Governo dos Açores justifica estas descidas nos combustíveis com “as recentes alterações das cotações de referência dos produtos petrolíferos registadas nos mercados internacionais”.

 

OJE/Lusa

Recomendadas

Moldova mantém neutralidade mas irá fortalecer a cooperação com a NATO

A Moldova manterá a neutralidade, mas aprofundará a sua cooperação com a NATO para garantir a sua capacidade defensiva, declarou hoje o ministro dos Negócios Estrangeiros da Moldova, Nicu Popescu.

Espanha e Alemanha reúnem-se em cimeira pela primeira vez desde 2013

Espanha e Alemanha celebram na quarta-feira a primeira cimeira bilateral em nove anos, que coincide com um momento de sintonia entre os dois executivos em projetos como o do gasoduto para ligar a Península Ibérica à Europa central.

CMVM: “É notório o crescimento da divergência dos padrões de poupança das famílias portuguesas”

“A poupança de longo prazo exige disciplina e empenho além de, naturalmente, um nível de rendimento que permita poupar. Esta combinação de condições ajuda a explicar o baixo nível de poupança em Portugal e em outros países que nos são próximos”, reconhece Rui Pinto.