Adolescente fica milionário com um negócio de…autocolantes

Com apenas 14 anos, o britânico Harvey Millington criou um negócio que evita que os cidadãos sejam multados pelo Estado. Por dia, recebe mais de 400 pedidos de novos clientes.

Harvey Millington tem apenas 14 anos e já é um empresário de grande sucesso. Estreou-se há um ano no mundo dos negócios e atualmente tem mais de 400 novos clientes diariamente. Como? Através de pequenos autocolantes com o propósito de lembrar os seus clientes das datas-limite para o pagamento de impostos.

O jovem britânico conta ao ‘The Sun’ que a ideia surgiu quando se apercebeu de que o pai não tinha renovado o selo do carro há mais de dois anos, devido a uma alteração legal que tornou a exibição dos discos fiscais desnecessária.

Tal como o seu pai, o problema de esquecimento e consequente atraso nos pagamentos de impostos era recorrente entre os cidadãos britânicos, pelo que o negócio de Harvey Millington prosperou rapidamente e depressa ultrapassou a fasquia das 100 mil libras – qualquer coisa como 120 mil euros.

Com os primeiros lucros vindos dos ‘Tax Disc Reminders’, Harvey Millington decidiu investir na compra de três terrenos destinados a expandir o seu poder de produção. Foi então que um comprador se mostrou interessado nas propriedades de Harvey e lhe ofereceu 2 milhões de libras (cerca de 2,3 milhões de euros) pelos terrenos. O jovem diz que nem pensou duas vezes e vendeu as três propriedades.

Contudo, o negócio do jovem britânico vai ‘de vento em popa’. Por dia, mais 400 novos clientes, que não querem ser multados pelo Estado por incumprimento de prazos, aderem aos lembretes autocolantes, à venda por 4 libras (aproximadamente 5 euros).

Apesar do sucesso como empresário, Harvey sonha em tornar-se um oficial da polícia e até já se juntou aos cadetes. Com esta invenção, quem sabe se Harvey Millington não terá, como polícia, bem menos trabalho na atribuição de multas a condutores com os impostos rodoviários em atraso?

Recomendadas

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quinta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quinta-feira.

Trabalhadores do Metropolitano de Lisboa fazem greve de 24 horas em 12 de outubro

“Vamos fazer uma greve no dia 12, de 24 horas”, indicou Anabela Carvalheira, da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans).

Conselho de Ministros gastou um milhão em equipamento informático

Um mês depois de o NOVO ter noticiado que o Conselho de Ministros gastou um milhão em equipamento informático, a Polícia Judiciária entrou na sede da Presidência do Conselho de Ministros para fazer buscas. O alvo principal da operação é o próprio secretário-geral, David Xavier, suspeito de corrupção na aquisição de sistemas informáticos para o Estado.
Comentários