Agenda do investidor para 12 de dezembro

O Banco Central Europeu divulga as estatísticas das taxas de juro das obrigações de dívida pública de longo prazo relativas aos Estados-Membros da União Europeia. Nos Estados Unidos é apresentado o saldo orçamental.

O Banco Central Europeu divulga, às 10h00,  as estatísticas das taxas de juro das obrigações de dívida pública de longo prazo relativas aos Estados-Membros da União Europeia, bem como as estatísticas sobre as emissões de valores mobiliário da zona euro.

À mesma hora, são ainda publicados os indicadores de competitividade harmonizados, que disponibilizam medidas de comparação da competitividade dos preços e dos custos dos países da área do euro que sejam igualmente coerentes com as taxas de câmbio efetivas reais do euro.

Em Itália, às 10h15, é realizado o leilão italiano BOT a 12 meses e, às 10h35, decorre o leilão BTP a três anos, uma semana depois da vitória do “Não” no referendo italiano e da consequente demissão do primeiro-ministro Matteo Renzi.

Às 19h00, nos Estados Unidos, é divulgado o saldo orçamental, que mede a diferença entre a renda do governo e os gastos durante o mês de novembro.

 

Recomendadas

PRR: Inspeção-Geral de Finanças já deu parecer positivo a pagamento da 2.ª tranche

A Inspeção-Geral das Finanças (IGF) deu parecer positivo ao pagamento da segunda tranche do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), no valor de cerca de dois mil milhões de euros, seguindo agora o pedido de Portugal para Bruxelas.

Pais com “maior dificuldade” em pagar as despesas escolares dos filhos, alerta Deco

Estudo da Deco Proteste revela que os pais estão com maior dificuldade em pagar as despesas escolares dos filhos este ano. Mais de metade dos agregados familiares afirmam estar com mais dificuldades em fazer face aos custos com a escola dos filhos. E 42% conseguem pagar a maioria das despesas, mas não todas. Já quase três em cada dez confessam ser impossível enfrentar alguns gastos.

“Guerra fiscal” em Espanha provoca descida de impostos e nova taxa sobre fortunas

Espanha assiste estes dias a uma “guerra fiscal”, com governos regionais a anunciarem descidas e abolições de impostos a que o executivo nacional vai responder com um “pacote fiscal” que cria um imposto temporário sobre grandes fortunas.
Comentários