Agenda do investidor para 2 de dezembro

A divulgação dos dados sobre o mercado de trabalho nos EUA, referentes a Novembro, estarão no centro da atenção do mercado.

O Banco de Portugal apresenta estatísticas referentes à dívida pública e financiamento das administrações públicas referentes ao mês de outubro. Em setembro de 2016, a dívida pública situava-se em 244,4mil milhões de euros.

Em Portugal, a ACAP divulga as vendas de veículos automóveis em novembro.

O Banco Central Europeu divulga os montantes e as taxas de juro dos novos empréstimos no mês de outubro 2016.

Às 13:30 horas, o ‘Bureau of Labor Statistics’ divulga o relatório de emprego não agrícola relativo ao mês de novembro. Na apresentação anterior registaram-se 161 mil novos empregos, e os analistas antecipam 174 mil novos empregos para novembro.

À mesma hora é divulgada a taxa de desemprego nos EUA. Prevê-se que a taxa se mantenha inalterada nos 4,9%. A divulgação dos dados sobre o mercado de trabalho nos EUA, referentes a Novembro, estarão no centro da atenção do mercado para aferir se os dados são compatíveis com uma subida das taxas de juro por parte da Reserva Federal dos EUA ainda em Dezembro. Essa possibilidade é dada como quase certa pelos investidores.

Recomendadas

PremiumReserva Federal penaliza mercados

A postura mais ‘hawkish’ do que o esperado do banco central norte-americano empurra os mercados para perto de mínimos do ano.

Wall Street encerra semana com principais índices a perder mais de 1,50%

O Dow Jones encerrou o dia a ceder 1,62% para 29.590,41 pontos, o S&P500 a perder 1,67% para 3.695,10 pontos e o tecnológico Nasdaq a recuar 1,80% para 10.867,93 pontos.

Euro e libra recuam para mínimos de décadas face ao dólar

O euro e a libra terminaram hoje a semana a recuar para mínimos de décadas face ao dólar, com as moedas europeias pressionadas por receios de recessão e o dólar a beneficiar do estatuto de ativo seguro.
Comentários