Agricultores de Portalegre consideram “absurda” restrição de apoios agroambientais

Os agricultores, que sejam atualmente beneficiários de mais do que uma medida/operação, poderão escolher a medida/operação em que pretendem assumir a prorrogação do seu compromisso agroambiental.

A AADP — Associação dos Agricultores do Distrito de Portalegre considera um “absurdo” a decisão do Governo de restringir os apoios às medidas agroambientais a uma medida por beneficiário até ao próximo quadro de fundos comunitários.

A presidente da associação, Fermelinda Carvalho, garante que vai enviar uma carta à ministra da Agricultura, Maria do Céu Albuquerque, para demonstrar o seu descontentamento “em relação à falta de diálogo” com as associações do sector.

“Na carta vamos dizer que lamentamos que tenhamos sido confrontados com isto sem qualquer aviso prévio e que não aceitaremos esta medida e esta redução aos agricultores, quando os agricultores de Portugal, comparados com outros da Europa, são os que menos recebem”.

Os agricultores, que sejam actualmente beneficiários de mais do que uma medida/operação, poderão escolher a medida/operação em que pretendem assumir a prorrogação do seu compromisso agroambiental. Pode continuar a ler o artigo aqui.

Recomendadas

Oceanos. Presidente da República destaca papel pioneiro de Portugal nas renováveis

“No caso de Portugal, fomos pioneiros em muitos campos, como as renováveis. Quando começámos a substituir outras formas de energia alguns disseram éramos tolos, não éramos, agora queremos antecipar as metas internacionais”.

DGRM vai promover venda de 743 quilos de alabote congelado que foi apreendido

Para participar da venda, cujo valor mínimo é de 2.125 euros, pressupõe-se a prévia aceitação das condições estipuladas e envio de proposta até ao dia 13 de maio de 2022.

Marcelo elogia Cavaco e aponta Conferência dos Oceanos como “oportunidade única”

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, elogiou esta segunda-feira o seu antecessor, Aníbal Cavaco Silva, considerando que deu “projeção cimeira ao mar”, e apontou a Conferência dos Oceanos como uma “oportunidade única” para Portugal.
Comentários