Airbnb promete parar de “entupir” cidades com escassez de habitação

À escassez severa de habitação em Londres seguiu-se uma subida desenfreada de preços, consequência da crescente popularidade da plataforma.

A plataforma online de partilha de casas anunciou novas restrições nas cidades de Londres e de Amesterdão. As novas medidas impedem os proprietários de alugar casas a visitantes por mais de 90 e 60 dias por ano, respetivamente.

À escassez severa de habitação em Londres seguiu-se uma subida desenfreada de preços consequência da crescente popularidade da plataforma. Esta situação aumentou a preocupação do fornecimento de apartamentos, que se encontra cada vez mais reduzido já que os proprietários optam por alugar antes a turistas e visitantes, em vez de residentes.

“Esta ação deve ajudar a garantir que Londres ganhe os benefícios económicos do turismo que a Airbnb cria sem exercer pressão sobre o suprimento habitacional”, disse Tom Copley, um político londrino encarregue das questões de habitação à CNN.

Os críticos do Airbnb afirmam que o serviço remove a habitação acessível do mercado transformando apartamentos rentáveis em hotéis não oficiais.

Uma queda na oferta significa rendas mais elevadas nos apartamentos restantes, uma situação que desagradava não só moradores mas também o setor hoteleiro, que está insatisfeito com a perda de receita.

Berlim proibiu recentemente o aluguer de apartamentos inteiros através da Airbnb e serviços similares, numa tentativa de evitar o aumento de preços aluguer e a escassez da oferta dos mesmos. São Francisco e Nova Iorque também se têm reprimido no serviço.

A Airbnb já tinha prometido no final de 2015 trabalhar com as grandes cidades para garantir que não exacerbasse a escassez de arrendamentos de longo prazo.

Recomendadas

PremiumNova Expressão quer Inapa a acelerar plano estratégico

Pedro Baltazar, que reforçou para 10% da Inapa, diz que redução da dívida é crucial e defende uma maior aposta nas embalagens. Depois do lucro de 16 milhões no semestre, seria “bom” fechar o ano com EBITDA acima de 75 milhões.

Prepare a carteira. Gasóleo dispara mais de 11 cêntimos na próxima semana

Os condutores portugueses vão ter uma surpresa desagradável nas bombas a partir de segunda-feira. O ideal é atestar durante o fim-de-semana.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta sexta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta sexta-feira.
Comentários