Airbus abre novo centro de serviços em Portugal mas desta vez escolhe Coimbra

“Queremos chegar aos milhares de recém-licenciados que todos os anos saem das faculdades”, disse esta quarta-feira o diretor da Airbus em Portugal, Charles Huguet.

A Airbus está a reforçar a operação em Portugal e vai abrir um novo centro de serviços no país, menos de um ano depois de ter anunciado a criação de um hub em Lisboa onde trabalham atualmente cerca de 350 pessoas. Desta vez, a cidade de Coimbra foi a escolhida para o investimento da empresa francesa naquele que será um escritório satélite, sendo que o valor despendido não foi revelado.

O anúncio da nova infraestrutura foi feito esta quarta-feira pelo managing director da Airbus Portugal. Em conferência de imprensa, Charles Huguet adiantou que a abertura está prevista para janeiro de 2023 e, numa etapa inicial, haverá aproximadamente 50 pessoas a trabalhar naquele espaço. Porém, o objetivo é atingir uma centena de funcionários.

Depois de a Airbus sondar cidades como Aveiro, Guimarães ou Braga, Coimbra destacou-se como a cidade mais relevante para a implementação deste novo projeto devido à sua localização estratégica, opções de transporte e infraestruturas disponíveis, bem como pela presença das instituições de ensino superior politécnico e universidades escolhidas por milhares de estudantes para desenvolverem a sua formação em várias áreas.

Charles Huguet disse ao “Jornal Económico” e ao “Jornal de Negócios” que a histórica cidade estudantil tem “uma das mais antigas universidades do mundo”. “Estávamos empenhados em cidades de média dimensão. Queremos estar em Coimbra no curto prazo para também chegar aos milhares de recém-licenciados que todos os anos saem das faculdades de lá”, afirmou. Como tal, a empresa tem estado em negociações com a academia, embora sem uma parceria assinada até então.

A campanha de recrutamento para as funções em Contabilidade, ‘Procurement’, IT Sistemas de TI (Tecnologias da Informação) e Recursos Humanos começa dentro de algumas semanas e os primeiros contratados deverão ser recebidos no escritório de Coimbra no início do próximo ano.

Em maio do ano passado, a Airbus inaugurou em Lisboa o principal hub do seu Global Business Services (GBS), que deverá atingir os 450 colaboradores ainda em 2022. A empresa com sede nos Países Baixos continua a procurar perfis de Finanças, Recursos Humanos, ‘Procurement’, Gestão de Informação, Engenharia, Comunicação, Atendimento ao Cliente, Jurídica e Compliance.

Apesar de estar focada em consolidar o negócio nestes dois centros em Portugal, a Airbus não descarta a abertura de um terceiro escritório, segundo explicou Charles Huguet aos dois jornais.

Em atualização

Recomendadas

SAD do Sp. Braga com resultado positivo de 3,1 milhões de euros na época passada

Relativamente ao exercício financeiro que terminou a 30 de junho deste ano, que ainda não refletem a venda do passe futebolístico do defesa central David Carmo (transferência fechada para o FC Porto na ordem dos 20 milhões de euros), a SAD dos bracarenses destaca que este foi um período “pautado por múltiplos constrangimentos associados à pandemia”.

Sonaecom rasga acordo com Isabel dos Santos

“À Sonae passa a ser imputada uma participação na NOS de cerca de 36,8% do capital social e dos direitos de voto nessa sociedade”, detalha a empresa liderada por Cláudia Azevedo.

Toyota Caetano Portugal com lucros de 7,3 milhões no semestre

Em comunicado à CMVM, a Toyota Caetano Portugal diz que os resultados líquidos consolidados ascenderam a 7,3 milhões de euros, o que compara com 11,7 milhões em dezembro de 2021 e com 2,98 milhões em junho de 2021.
Comentários