Albufeira reforça estratégia para liderar destinos de fim de ano

O município de Albufeira decidiu reforçar a sua aposta nos festejos de final de ano, e acaba de anunciar os seus planos de preparação de um espetáculo multissensorial que envolverá os vários elementos naturais da ‘Praia dos Pescadores’, inserindo-se num programa variado que engloba outras atividades e se estende até ao início do novo ano. […]

O município de Albufeira decidiu reforçar a sua aposta nos festejos de final de ano, e acaba de anunciar os seus planos de preparação de um espetáculo multissensorial que envolverá os vários elementos naturais da ‘Praia dos Pescadores’, inserindo-se num programa variado que engloba outras atividades e se estende até ao início do novo ano.

Sobre esta aposta, o presidente da Câmara Municipal de Albufeira, José Carlos Rolo, salienta, em entrevista ao JE, que o município, que conta já com “larga tradição na celebração de grandes eventos, nomeadamente na época da passagem de ano”, sentiu “necessidade de dar um novo impulso a este momento a um modelo vencedor”. “Passar o ano é sempre especial. E procurámos dar ainda maior ênfase a esta data, criando um conceito mais rico, inspirador e que marcasse verdadeiramente quem nos visita. Esta aposta reforçada surge dessa necessidade de inovarmos e de posicionarmos Albufeira como um dos principais destinos de fim de ano do nosso território”, detalha.

Quanto ao peso que esta quadra assume no turismo e economia locais, o autarca dianta que se traduz num importante retorno nas mais diversas áreas. Em seu entender, deste ponto de vista é “importante não esquecer que este evento gera depois uma multiplicidade de outros eventos que complementam e reforçam a nossa oferta. Desde a hotelaria, a restauração, a animação noturna, são dezenas os eventos que fazem parte da oferta de fim de ano do nosso destino, para os mais variados públicos. É uma oferta que contribui para criar dinâmica em vários dias com o devido retorno do ponto de vista da promoção do destino e da dinamização da economia.

O programa arranca ainda em 2019, com o Paderne Medieval, onde é recriado um mercado histórico, durante cinco dias e no qual a autarquia espera receber cerca de 30 mil pessoas.  As atenções estão também concentradas no Festival de Humor Solrir, que deverá atingir uma afluência entre as seis e sete mil pessoas e decorrerá, durante os quatro dias, no Palácio de Congressos dos Salgados.

Naturalmente que na Praia dos Pescadores, o ‘Albufeira Carpe Nox’, pelas suas caraterísticas, será o evento de maior dimensão e está a ser trabalhado para acolher perto de 100 mil pessoas.

Sobre a afluência a estes eventos, o edil ressalva que “Albufeira concerta nesta época do ano, à volta de 150 mil visitantes que se distribuem por toda a oferta ao nível do alojamento, hotelaria, restauração e animação noturna e que é todo este conjunto que representa a oferta global do destino para esta época”.

‘Albufeira Carpe Nox’

Na Praia dos Pescadores, para a noite do dia 31 de dezembro será construído um palco com 50 metros de frente, desenhado para o efeito, que vai interagir com o público e toda a envolvência da praia. Vão também ser montadas várias torres de laser e luz.

A música continua a ser uma das atrações principais e estará a cargo dos Amor Electro, e depois da meia-noite, os The Back Mamba. Um terceiro elemento de animação terá a ver com o fogo-de-artifício à meia-noite, que será lançado do mar. Vai ser um espetáculo piro-aéreo musical, multissensorial. Haverá ainda um espetáculo de acrobacias aéreas com oito para-motores iluminados que lançam fogo enquanto fazem coreografias. Ainda nos céus de Albufeira, dois aviões de aerobática sincronizada irão protagonizar um espetáculo único, realizado apenas duas vezes no mundo.

Recomendadas

Prémio Nobel da Literatura atribuído à escritora francesa Annie Ernaux

A Academia Sueca galardoou a autora pela “coragem e acuidade clínica com que descortina as raízes, os estranhamentos e os constrangimentos coletivos da memória pessoal”.

Exposição no Museu da Marinha celebra a amizade entre Alberto I do Mónaco e Dom Carlos I

No âmbito das comemorações do centenário do desaparecimento do Príncipe Alberto I do Mónaco, o Museu de Marinha de Lisboa irá acolher uma exposição organizada pelo Comité Albert Ier – 2022. Estará patente ao público a partir de dia 15. A inauguração, na véspera, conta com a presença do atual Príncipe do Mónaco, Alberto II.

“Trair e Coçar é só começar” vai ter dois ensaios solidários

O público português tem a oportunidade de assistir aos últimos ensaios antes da grande estreia e apoiar, assim, duas associações de solidariedade.
Comentários