Albuquerque diz que as superfícies comerciais foram “postas na ordem” depois de alertadas para cumprir com normas sanitárias

O líder do executivo madeirense espera que as superfícies comerciais continuem a cumprir com as normas sanitárias para bem dos empresários, funcionários e população.

O presidente do Governo da Madeira, Miguel Albuquerque, afirmou que “finalmente está tudo posto na ordem”, referindo-se às superfícies comerciais. Isto surge depois do governante ter feito um “último aviso” a estes tipo de negócios sob risco de multas e encerramento, na passada segunda-feira, caso não cumprissem com as normas sanitárias que estão determinadas para reduzir a contaminação por covid-19.

O líder do executivo madeirense disse esperar que este cumprimento de normas sanitárias por parte das superfícies comerciais se mantenha, “não por sua causa, mas sim por causa” dos cidadãos e dos funcionários.

“As superfícies comerciais estão agora a cumprir aquilo que é a sua obrigação para garantir a segurança dos empresários, funcionários, e cidadãos”, vincou Albuquerque.

O presidente do Governo da Madeira assegurou que o executivo “não vai abrandar” a fiscalização.

Albuquerque ameaçou com multas e encerramento

Na passada segunda-feira Albuquerque tinha dito que o que se passou no passado domingo era “intolerável”, tendo em conta que estas superfícies comerciais estavam a “abarrotar de gente”.

O governante disse ainda que os restaurante e bares “estão a cumprir, com distanciamento social quer horários de encerramentos”, e agora são “as pequenas e grandes superfícies comerciais a abarrotar de pessoas, não se mede temperaturas, não se faz controlo”.

Albuquerque reforçou que as compras de natal levou ao caos nas superfícies comerciais. “Se não for cumprido o distanciamento social, a higienização das mãos, o controlo da temperatura, nós vamos multar e se for preciso encerramos o estabelecimento”, afirmou.

“Não estamos para brincar neste momento”, disse o governante.

“Se não controlamos isto, podemos ter uma situação incontrolável que pode fechar a atividade económica e social na região”, vincou o líder do executivo regional.

Recomendadas

Câmara do Funchal distingue empresários da restauração e duas associações de táxis em comemoração do Dia Mundial do Turismo

Pedro Calado enalteceu “a qualidade e a excelência” dos serviços prestados pelo sector de táxis, sublinhando que estes profissionais são muitas vezes “os grandes embaixadores da Madeira” e os primeiros a terem o contacto direto com os turistas quando chegam à cidade .

Comercialização de banana na Madeira aumentou 17,3% face ao ano passado

Do número total de bananas comercializadas de janeiro a agosto deste ano, 84,7% foi expedida, tendo como principal destino o Continente. Este valor era de 84,0% em 2021.

Valor mediano de avaliação bancária de habitação na Madeira atingiu máximos em agosto

Em agosto deste ano, o valor mediano de avaliação bancária de habitação RAM ficou em 1.385 euros/m2, um aumento de 1% em relação ao mês anterior e de 11,3% face ao mesmo mês do ano anterior.
Comentários