Aleksandar Vucic pede contenção aos sérvios do Kosovo

Numa altura em que a Europa se esforça por encontrar um entendimento entre sérvios e kosovares, o presidente sérvio aconselha a que a paz seja garantida.

Antonio Bronic / Reuters

O presidente da Sérvia, Aleksandar Vucic, pediu aos representantes políticos dos sérvios do Kosovo que preservem a paz e a estabilidade numa altura em que a região se prepara para eleições municipais antecipadas. Vucic reuniu com os representantes sérvios ao início da manhã desta terça-feira, depois de o primeiro-ministro do Kosovo, Albin Kurti, ter decido adiar a implementação da segunda fase da substituição das placas automóveis sérvias por placas kosovares, por 48 horas, cedeu assim a um pedido dos Estados Unidos.

A Polícia do Kosovo anunciou que a partir de 22 de novembro iria começar a aplicar multas aos condutores que não tenham substituído as matrículas emitidas pelas autoridades sérvias na RKS (República do Kosovo). As placas RKS, nas quais o governo do Kosovo insiste, não são aceitáveis ​​para Belgrado e pata os sérvios que vivem no norte do Kosovo.

Entretanto, o embaixador dos Estados Unidos na Sérvia, Christopher Hill, disse que Vucic teve um “envolvimento construtivo” na tentativa de encontrar uma solução para o problema das matrículas, segundo avança a Rádio Europe. Hill reuniu com Vucic após as negociações entre Belgrado e Pristina, realizadas em Bruxelas no dia anterior, em 21 de novembro.

“Pedi ao presidente Vucic para continuar o seu envolvimento construtivo no processo, na esperança de encontrarmos uma solução, disse Hill. Do outro lado, Albin Kurti aceitou o pedido de adiamento.

Hill disse que a União Europeia está a fazer um “excelente trabalho” no diálogo entre Belgrado e Pristina e que problemas menores como a questão das matrículas não devem atrapalhar a resolução de questões mais importantes.

A União diz que não desistiu da proposta de normalização das relações entre o Kosovo e a Sérvia – apesar de Belgrado não se ter mostrado disponível para aceitar reconhecer a independência do Kosovo.

“Agradeci aos Estados Unidos pelo seu envolvimento em acalmar as tensões e prevenir novas escaladas e disse-lhe que a Sérvia continua sinceramente comprometida em dialogar e resolver todas as questões em aberto pacificamente, a fim de preservar a paz e a estabilidade duramente conquistadas em toda a região”, escreveu Vucic nas redes sociais.

Por seu turno, a primeira-ministra sérvia, Ana Brnabic disse que a Sérvia mostrou em Bruxelas “quão profundamente está comprometida com a paz e a estabilidade, o diálogo e o compromisso”. “A única coisa que queremos e a única coisa que os sérvios do Kosovo e Metoija querem é a implementação dos acordos existentes”, disse.

Comentando a reunião de Vucic com representantes dos sérvios do Kosovo, a primeira-ministra afirmou que “é importante mostrar o quanto nos preocupamos com a estabilidade. É difícil manter a estabilidade, mas até agora conseguimos”.

Recomendadas

PremiumEUA e zona euro vão ter uma “aterragem dura” na pista da recessão no próximo ano

A subida das taxas de juro para controlar a inflação vai ter forte impacto na economia em 2023. Alemanha afunda acima da média, com China a crescer acima do previsto.

Premium“Para quem não tenha notado, a Rússia vai ficar ali” e a segurança da Europa passa por lá

As palavras do presidente francês cairam mal na invadida Ucrânia e nos longínquos EUA. Entretanto, ninguém sabe quais serão as consequências da decisão sobre petróleo russo.

PremiumPaíses ocidentais com fortes reservas face à coligação em Israel

A colocação de um extremista, racista e adepto da violência na direção do ministério que trata da segurança interna do país é considerado um desastre em potencial. A não ser que Netanyahu queira fazer com Itamar Ben-Gvir o mesmo que fez há uns anos com Ben Gantz.
Comentários