Alerta de “engodo” com filtros de água

Uma empresa municipal de Gaia enviou alertas aos consumidores contra técnicas de venda de filtros de água. As marcas dizem aos futuros clientes que a água da rede pública é de má qualidade.

A empresa Águas de Gaia anexou à fatura de água dos consumidores um aviso: “são realizadas experiências que alteram o estado químico dos elementos constituintes da água”. A firma do Norte refere-se a “abordagens realizadas pelas empresas comerciais de purificadores de água” que dão a entender que a água canalizada é de má qualidade.

A firma municipal em questão sublinha que isso “é absolutamente falso”, avança o “Jornal de Notícias”, na edição desta terça-feira. “Induzem os consumidores a acreditar que a água distribuída na rede pública é de má qualidade e tem potenciais impactos negativos na saúde”, indica o alerta. Segundo explicou ao JN Miguel Lemos, da administração da Águas de Gaia, a Entidade Reguladora já foi notificada sobre estas práticas comerciais.

“Podem custar dois mil euros e é proposto o pagamento por prestações”, realça Graça Cabral, da Deco. O diário escreve que as empresas entram em contacto com as pessoas, presencialmente ou por telefone, e dizem que a visita se deve a estudos.

As reclamações alastram-se a todo o país e há vários anos que as entidades reguladoras, como a Deco e a Associação Portuguesa de Drenagem de Águas, falam em “engodos dos filtros de água”. Só este ano a Deco já lançou dois alertas, um em Coimbra e outro em Santarém, relacionados com as vendas de filtros de água e com o modo de funcionamento das empresas que os comercializam.

Recomendadas

BNA levanta suspensão da participação no mercado cambial imposta ao Finibanco Angola

O Finibanco Angola tinha sido suspenso de participar no mercado cambial, por um período de 45 dias, pelo Banco Nacional de Angola (BNA), depois de o supervisor bancário angolano detectar incumprimentos durante uma inspecção pontual, em meados de agosto.

“Café com o CEO”. Assista à conversa com o Dr. Luís Teles, em direto a partir de Luanda

“Café com o CEO” é uma iniciativa promovida pela empresa angolana E.J.M, fundada por Edivaldo Machado em 2012, que procura dar a conhecer os líderes que estão a dar cartas em Angola e outros países da Lusofonia. Assista à sessão em direto de Luanda, capital angolana.

Rogério Carapuça: “Há que estar entre os primeiros, não ser o primeiro dos últimos”

O presidente da APDC considera que o desenvolvimento do sector das TIC se dá a um ritmo saudável apesar dos obstáculos concretos que ainda impedem o país de estar entre os melhores classificados. A capacitação e qualificação das pessoas e das empresas são desafios no topo da agenda, mas a simplificação é palavra de ordem para abandonar o paradigma da burocracia que assombra os serviços públicos, alerta Rogério Carapuça.
Comentários