Algarve, Alentejo, Açores e Madeira são os destinos de férias mais procurados em Portugal

As regiões de Santarém, Lisboa, Coimbra e Viana do Castelo entram nos 20 primeiros lugares na lista encabeçada pela Comporta, Odeceixe e Sines.

4 – Algarve

As regiões do Algarve, Alentejo e Madeira encabeçam a lista dos dez melhores lugares tendência para viajar em Portugal em 2022, revela a Airbnb. A Comporta, no distrito de Setúbal, lidera a lista depois de experimentar o maior aumento nas buscas de estadias na plataforma.

No segundo e terceiro lugar, respetivamente, estão os destinos costeiros de Odeceixe (Faro) e Sines (Setúbal). Fora do pódio, segue-se o Funchal (Madeira), Olhos de Água (Faro), Carvoeiro (Faro), e Alqueva (Évora). Os últimos três lugares dos top dez pertencem, a Odemira (Beja), Ponta Delgada (Açores) e, finalmente, Porches (Faro).

“À medida que as temperaturas continuam a subir, o desejo dos viajantes de planear as suas escapadinhas de verão em Portugal também aumenta. Tradicionalmente, os portugueses têm sido dos últimos na Europa a reservar as suas férias, mas na sequência da pandemia estão a antecipar-se tanto como os seus vizinhos europeus”, indica o comunicado.

As regiões de Santarém, Lisboa, Coimbra e Viana do Castelo também entram nos 20 primeiros lugares.

“Ao procurar uma casa ideal para ficar neste verão, a piscina é a caraterística mais valorizada entre os hóspedes portugueses, seguida de perto por outros serviços, tais como ligação a Internet sem fios, cozinha, estacionamento gratuito e ar condicionado, que também são tidos em conta”, esclarece a plataforma.

A diretora geral da Airbnb Marketing Services SL, Mónica Casañas, destacou que “Portugal desfrutará do primeiro verão sem restrições de Covid em mais de dois anos”. Assim, “este verão, milhões de pessoas irão viajar pela primeira vez desde o início da pandemia”.

Relacionadas

Turismo em Portugal ultrapassa níveis pré-pandemia pela primeira vez (com áudio)

Face ao periodo homólogo de 2019, o mercado interno cresceu 15,0% e os mercados externos diminuíram 4,4%, segundo o Instituto Nacional de Estatística.
Recomendadas

SATA prevê saída de 150 trabalhadores até final de 2023 através de rescisões negociadas

Cerca de 100 trabalhadores já saíram da companhia aérea açoriana SATA desde que foi lançado o primeiro programa de rescisões, em 2020.

Empresas TVDE criaram mais de sete mil empregos em seis anos

Entre 2013, ano anterior ao lançamento da operação da Uber em Portugal, e 2019, o número de empresas no sector (plataformas de transportes de passageiros) cresceu 71%.

Há 45 anos foi vendida a primeira Coca-Cola em Portugal

Foi a 4 de julho de 1977, num café na Baixa de Lisboa. “Não só faz parte da história do país como contribui ativamente para a economia nacional. Por cada euro que é gasto em Coca-Cola, 81 cêntimos permanecem em Portugal”, diz Rui Serpa, diretor em Portugal da Coca-Cola Europacific Partners.
Comentários