Altice Portugal inaugura pólo da Altice Labs em Viseu

A Altice Labs Viseu será o laboratório end-to-end para Smart Cities da Altice Portugal.

A Altice Labs conta já no seu portefólio com três laboratórios: Viseu, Ribeira Brava, na região autónoma da Madeira, e o Algarve.

Para Alexandre Fonseca, Presidente Executivo da Altice Portugal, estas “são as 3 primeiras regiões do país que são alvo de investimento e de criação também de projectos de investigação científica e tecnológica, mas não serão as 3 únicas. Certamente, que este processo de levarmos a inovação até ao território nacional é algo que vamos continuar a fazer, porque continuamos a valorizar não só o investimento e a inovação mas também o que é a proximidade ao território e às pessoas”.

Por sua vez, o Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, destaca que “a Altice Portugal tem sido um parceiro muito importante, porque acreditou desde o primeiro dia. E é esta opção que permite à cidade sonhar em ser uma Smart City, isto é, uma cidade que tendo 2500 anos de história, procurou ser uma cidade inovadora e há vários projectos que estamos a desenvolver, alguns em conjunto, que vão transformar ainda mais a forma como a cidade vive, como o concelho vive, exactamente através deste concelho da inteligência urbana. Este pólo da Altice Labs vai dar seguramente um contributo para o efeito”.

A Altice Labs Viseu será o laboratório end-to-end para Smart Cities da Altice Portugal com enfoque em projectos de utilidade para as cidades do futuro, através do desenvolvimento de equipamentos rádio (sensores, probes e gateways) que permitem a recolha de dados remotos usando as tecnologias LoRa e NB-IoT.

PCGuia
Recomendadas

Premium“Tecnológicas devem ter fortes princípios éticos”, diz Arathi Sethumadhavan

Numa era em que ética e tecnologia parecem conceitos antagónicos, a psicóloga Arathi Sethumadhavan é a ‘voz da consciência’ da Microsoft, garantindo que o ‘gigante’ acolhe os princípios éticos que “devem regular” estas empresas.

CyberS3c, a empresa portuguesa de “hacking ético” que está na mira de investidores estrangeiros

Sérgio Silva e David Russo são os fundadores da próxima startup de cibersegurança nacional que, até ao final do ano, deverá fechar negócio com um grupo internacional. No final de setembro, investiu 200 mil euros e abriu um espaço em Loures para desenvolvimento de produto e formação.

Banco de Portugal apresentou à indústria financeira proposta de cooperação para a cibersegurança

O BdP destaca hoje o facto de ter sido iniciado o primeiro teste sob este quadro de referência. O supervisor nacional “apresentou à indústria uma proposta de iniciativa de partilha de informação e cooperação entre instituições financeiras, para o fortalecimento do sector no que diz respeito à cibersegurança”.
Comentários