Alunos chineses fizeram teste de natação… online

Em Xangai, as medidas restritivas relacionadas com a Covid-19 apertam. Por esse motivo, os alunos de uma universidade fizeram a prova de avaliação nas suas próprias casas.

1 – China

Uma universidade de Xangai, na China, deu instruções para que os alunos fizessem uma prova de 50 metros nas próprias casas, devido às restrições impostas por consequência do surto de Covid-19, de acordo com o portal “Insider“.

Tudo aconteceu na semana passada. Uma prova de avaliação obrigatória para alunos da universidade terminarem o curso foi realizada através de uma videochamada. A prova consistia em nadar 50 metros e foi feita por cada aluno nas suas próprias casas, de forma a “garantir que o processo de formação prossegue normalmente”, apesar das medidas restritivas impostas pelo Estado chinês.

Numa nota publicada no seu site mas entretanto eliminada, a Universidade constatou que houve realizações da prova que foram capturadas e amplamente divulgadas nas redes sociais. Criou-se até uma ‘hashtag’ que teve mais de 120 milhões de visualizações numa plataforma chinesa idêntica ao Twitter, chamada Weibo.

De acordo com o “South China Morning Post”, estudantes de algumas Universidades conceituadas precisam de dominar a natação, que é considerada um ferramenta de sobrevivência essencial.

“Isto é embaraçoso, vindo de uma universidade reputada. Como pode um teste teórico ser o mesmo que nadar na piscina?”, comentou um utilizador daquela rede, citado pelo Insider.

Ainda que o número de novos casos tenha caído nos dias mais recentes, milhões de habitantes de Shanghai continuam em confinamento obrigatório, mas está agendado para o primeiro dia de junho o término da imposição, ainda de acordo com o South China Morning Post.

Recomendadas

Síria: Rússia propõe manter por seis meses envio de ajuda humanitária a zona rebelde

A Rússia propôs emendas a um projeto de resolução apresentado pela Irlanda e Noruega e reduziu o período para as entregas. Apelou ainda para o aumento dos esforços que garantam entregas de ajuda humanitária “completas, seguras e sem restrições” ao longo das linhas de conflito na Síria, indicou a agência noticiosa Associated Press (AP).

EUA: Taxas de juros mais restritivas podem ser necessárias para conter a inflação

No entanto, consideraram que tais medidas são necessárias para desacelerar os aumentos de preços com vista à meta anual de 2%.

França vai assumir 100% do controle da empresa de energia EDF

A decisão, anunciada em sessão no Parlamento, acontece num momento em que as tarifas de eletricidade não páram de subir, situação agravada com a guerra na Ucrânia. O Estado retira assim de bolsa a EDF.
Comentários