Amazon está a preparar medidas para redução de custos

De acordo com informação divulgada hoje pelo The Wall Street Journal, a Amazon disse aos funcionários das suas divisões não lucrativas que procurem trabalho noutros departamentos da empresa porque as equipas a que pertenciam vão ser suspensas ou extintas.

2 – Amazon (127,4 mil milhões de euros)

A Amazon está a preparar medidas para reduzir custos, que podem afetar negócios como Alexa ou departamentos que a empresa não considera rentáveis, depois de gigantes tecnológicos americanos, como a Meta ou Twitter, terem anunciado medidas com o mesmo objetivo.

De acordo com informação divulgada hoje pelo The Wall Street Journal, a Amazon disse aos funcionários das suas divisões não lucrativas que procurem trabalho noutros departamentos da empresa porque as equipas a que pertenciam vão ser suspensas ou extintas.

A empresa está também a avaliar fazer mudanças no seu negócio Alexa, depois de a unidade de dispositivos, que inclui o assistente de voz, ter registado perdas operacionais de cerca de 5.000 milhões de dólares nos últimos anos, segundo o jornal.

Empresas como o Twitter e Meta já implementaram medidas para cortar custos e anunciaram despedimentos.

A Amazon anunciou no início do mês que iria suspender temporariamente a integração de novos trabalhadores, devido à situação económica incerta e ao número de pessoas contratadas nos últimos anos, embora tenha afirmado que mantém a intenção de contratar em 2023.

 

Recomendadas

Binter e Embrar fecham compra de cinco novas aeronaves por mais de 369 milhões de euros

As duas primeiras unidades estão previstas para chegar às Ilhas Canárias em novembro de 2023.

Manuel Champalimaud compra à Novares a área de injeção de plásticos para a indústria automóvel

A aquisição visa reforçar posição do Grupo Champalimaud no sector dos componentes de plástico decorativo e de interface para a indústria automóvel.

PremiumAmazon diz que “continua a fazer investimentos” de cloud em Portugal

A empresa norte-americana de computação na nuvem Amazon Web Services (AWCS)está a desenvolver um centro de dados no país, mas não se compromete com uma data de abertura.
Comentários