Amazon processada em França por práticas comerciais injustas

Regulador francês para a concorrência multou a Amazon em 10 milhões de euros e acusa a retalhista de impor cláusulas abusivas a mais de 10 mil parceiros comerciais em França.

Noah Berger / Reuters

A retalhista online Amazon está a ser processada em França devido a alegadas práticas comerciais injustas em relação a fornecedores, segundo noticia a agência Reuters. O processo foi instaurado por decisão do ministro francês da Economia, Bruno Le Maire.

A Direção Geral de Consumo, Concorrência e Repressão de Fraudes (DGCCRF), regulador francês para a concorrência multou a Amazon em 10 milhões de euros no seguimento da investigação e acusa a retalhista de impor cláusulas abusivas a mais de 10 mil parceiros comerciais em França.

Entre os problemas identificados pelas autoridades estará a possibilidade de alterar ou terminar contratos unilateralmente.

Além da Amazon, a autoridade acrescentou que pretende melhorar a regulamentação da atividade de grandes plataformas digitais e garantir transparência, equilíbrio e lealdade nas relações com as empresas. Contactada pela Reuters, a Amazon não quis comentar a decisão do regulador francês.

Relacionadas

Amazon rouba lugar de empresa mais inovadora do mundo à Volkswagen

Estudo da PwC revela que o investimento das maiores empresas do mundo em inovação atingiu, em 2017, um máximo histórico, ao ultrapassar os 700 mil milhões de dólares.

“O Google e Amazon podem competir com a banca tradicional”

Além do desafio das fintech, a banca tem pela frente um conjunto significativo de mudanças regulatórias, num curto espaço de tempo. Bancos terão de se adaptar rapidamente, dizem responsáveis da PwC.
Recomendadas

EDP Renováveis vende Companhia Paranaense de Energia por 350 milhões de euros

A venda foi feita por um Enterprise Value (inclui dívida) estimado de 1,80 mil milhões de reais a 31 de dezembro de 2021 (o que equivale a 0,35 mil milhões de euros à taxa cambial de 5,16 euros/um real), e que será ajustado à data de conclusão.

Sindicatos desconvocam greve no Metro de Lisboa marcada para quarta-feira

No entanto, a Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações entregou um novo pré-aviso de paralisação para 25 de outubro.

Talent Protocol compra empresa canadiana ligada à blockchain

A escolha recaiu sobre a Agora Labs, fundada por um grupo de quatro adolescentes. Matthew Espinoza (agora com 20 anos) e Freeman Zhang (de 19 anos) juntam-se à equipa da startup portuguesa dos ‘tokens’ para profissionais talentosos.
Comentários