Amazon rouba lugar de empresa mais inovadora do mundo à Volkswagen

Estudo da PwC revela que o investimento das maiores empresas do mundo em inovação atingiu, em 2017, um máximo histórico, ao ultrapassar os 700 mil milhões de dólares.

Noah Berger / Reuters

A Amazon foi escolhida como empresa mais inovadora de 2017 pela consultora PwC, com um investimento de 16.100 milhões de dólares em inovação. A empresa de retalho online norte-americana destronou assim a fabricante automóvel alemã Volkswagen, que investe 12.100 milhões de dólares, tinha conseguido o primeiro lugar no ano passado e caiu este ano para a quinta posição.

O pódio é fechado pela Alphabet – empresa mãe da Google – com um investimento de 13.900 milhões de dólares e pela Intel e Samsung, que alocam ambas 12.700 milhões de dólares ao investimento.

Outra mudança importante no raking de inovação foi a entrada da Honda e do Facebook para o top 20, no qual se incluem nove empresas tecnológicas e nove empresas com sede nos Estados Unidos. Entre os diferentes setores, destacam-se informática e eletrónica, saúde, automóvel e software e Internet, que somam as quatro 75% do investimento total em inovação.

O estudo da PwC revela ainda que o investimento das maiores empresas do mundo em inovação atingiu, em 2017, um máximo histórico. Pela primeira vez, o montante alocado ultrapassou os 700 mil milhões de dólares.

Relacionadas

Portugal entre os países com maior potencial de investimento tecnológico

Apesar de os países europeus continuarem atrás de outros como Israel ou os Estados Unidos, o European Tech Report indica que o setor tecnológico está a entrar em indústrias tradicionais na Europa. Portugal está entre os países maior potencial em termos de capital investido per capita.

Tecnológicas europeias entram no radar das bolsas de ações

O ecossistema tech está a dar passos significativos, com um número crescente de empresas a baterem às portas dos mercados de capitais.

“Banca tem de acompanhar a inovação para ser competitiva”

O BNI Europa fez uma parceria com uma fintech belga para dinamizar a tesouraria das PMEs através da compra de faturas a desconto.
Recomendadas

Celsius. Depois da insolvência, CEO e co-fundador de saída

O co-fundador e Chief Strategy Officer da Celsius, uma plataforma de criptomoedas, S. Daniel Leon, está de saída. A decisão foi conhecida uma semana depois da demissão do CEO, Alex Mashinky, e poucos meses depois do aberto o processo de insolvência.

ANA diz que reduziu taxas nos aeroportos na pandemia e devolveu este ano 13 milhões de euros

A ANA disse hoje que fez “reduções substanciais” nas taxas aeroportuárias durante a pandemia, tendo devolvido este ano 13 milhões de euros às companhias aéreas, numa altura em que propôs um aumento de 10,81% para 2023.

Montepio vende Finibanco Angola a grupo da Nigéria

O Acess Bank é uma entidade detida a 100% pela Access Holdings Plc (Access Corporation), um banco comercial que opera através de uma rede de mais de 700 balcões e pontos de atendimento, abrangendo 3 continentes, 17 mercados e 45 milhões de clientes, segundo o Montepio. Valor não foi divulgado.
Comentários