PremiumANA e Ryanair anseiam pelo novo aeroporto do Montijo

ANA preparada para avançar com ‘caterpillars’ em abril de 2021. Ryanair tem mais “20 ou 30 aviões” para voar para o aeroporto do Montijo.

Os planos para o novo aeroporto do Montijo, como solução complementar ideal ao Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, estiveram ontem em foco durante o webinar “Haverá retoma sem transporte aéreo?”, promovido pelo JE e pela consultora BDC, com o presidente do conselho de administração da ANA – Aeroportos de Portugal, José Luís Arnaut, a mostrar disponibilidade da empresa para avançar com as obras da nova estrutura aeroportuária já em abril de 2021.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Relacionadas

“Já em abril”. ANA pronta para avançar com obras do novo aeroporto no Montijo

“Estamos preparados para pôr as caterpillars a trabalhar já no mês de abril”, afirmou o chairman da ANA, José Luís Arnaut, durante o webinar ‘Haverá retoma sem transporte aéreo?’, organizado e promovido pelo Jornal Económico em parceria com a agência BDC.

Ryanair: “Há cinco anos que aguardamos novidades sobre o Montijo e não vemos o dia em que o novo aeroporto possa abrir”

“Abram lá esse aeroporto, porque isso é uma questão mesmo urgente, e nós, na Ryanair voaremos para lá”, garantiu o CEO da Ryanair, Michael O’Leary, durante o Webinar “Haverá retoma sem transporte aéreo?”, promovido pelo JE e pela consultora BDC, explicando que “estamos à espera de receber uma encomenda de 120 novos aviões, para começarem a voar nos verões de 2021 e 2022 e por isso queremos colocar uns 20 ou 30 aviões desses a voar para Portugal”

Ryanair: “Vejam-se livres dessas equipas idióticas de inspetores do trabalho”

O CEO da Ryanair, Michael O’Leary durante o Webinar “Haverá retoma sem transporte aéreo?”, promovido pelo JE e pela consultora BDC. O’Leary integrou o painel “Presente e futuro do setor”, diz que a sua companhia aérea precisa que Portugal “adote uma estratégia mais razoável no mercado laboral”.
Recomendadas

BNA levanta suspensão da participação no mercado cambial imposta ao Finibanco Angola

O Finibanco Angola tinha sido suspenso de participar no mercado cambial, por um período de 45 dias, pelo Banco Nacional de Angola (BNA), depois de o supervisor bancário angolano detectar incumprimentos durante uma inspecção pontual, em meados de agosto.

“Café com o CEO”. Assista à conversa com o Dr. Luís Teles, em direto a partir de Luanda

“Café com o CEO” é uma iniciativa promovida pela empresa angolana E.J.M, fundada por Edivaldo Machado em 2012, que procura dar a conhecer os líderes que estão a dar cartas em Angola e outros países da Lusofonia. Assista à sessão em direto de Luanda, capital angolana.

Rogério Carapuça: “Há que estar entre os primeiros, não ser o primeiro dos últimos”

O presidente da APDC considera que o desenvolvimento do sector das TIC se dá a um ritmo saudável apesar dos obstáculos concretos que ainda impedem o país de estar entre os melhores classificados. A capacitação e qualificação das pessoas e das empresas são desafios no topo da agenda, mas a simplificação é palavra de ordem para abandonar o paradigma da burocracia que assombra os serviços públicos, alerta Rogério Carapuça.
Comentários