Ana Gomes critica deputados por chumbo de projeto do PAN para avaliar custo-benefício da Zona Franca da Madeira

Candidata garante que será interventiva se for eleita Presidente da República. “O que apurou a Assembleia da República sobre os planos do Governo para fazer o que a Comissão Europeia ordenou que fizesse em oito meses?”, pergunta.

Cristina Bernardo

A candidata presidencial Ana Gomes criticou os deputados do PSD, CDS e Chega que chumbaram o projeto do PAN que previa uma “avaliação de custo-benefício abrangente do impacto global económico, social e fiscal” do Centro Internacional de Negócios da Zona Franca da Madeira. Segundo a antiga eurodeputada socialista, que recorreu ao Twitter neste sábado para comentar o assunto, a “Assembleia da República não quis saber”, referindo-se ainda às abstenções do PS e do Bloco de Esquerda que impediram a aprovação em plenário.

“Garanto que, se eu for eleita Presidente da República, vai saber”, escreveu Ana Gomes, perguntando ainda: “O que apurou a Assembleia da República sobre os planos do Governo para fazer o que a Comissão Europeia ordenou que fizesse em oito meses – tratar de recuperar centenas de milhões que concedeu, ilegalmente, em benefícios fiscais a empresas sediadas na Zona Franca da Madeira. Ou esta não é uma prioridade, mesmo face à emergência social?”

A Assembleia da República também chumbou uma iniciativa do PSD para prolongar o regime fiscal da Zona Franca da Madeira durante mais três anos sem alterar as regras existentes, contando com os votos favoráveis do próprio partido, do CDS, do Chega e da Iniciativa Liberal. Assim sendo, deverá vir a ser aprovada uma proposta do Governo para que as regras existentes se mantenham em vigor durante mais um ano, mas tendo em conta as indicações da Comissão Europeia para que a concessão de benefícios fiscais a empresas inscritas no Centro Internacional de Negócios tenha em conta a criação de postos de trabalho na região autónoma.

Relacionadas

Esquerda chumba prolongamento do regime fiscal na Zona Franca da Madeira até 2023

Tal como o Jornal Económico já tinha avançado, a iniciativa do PSD não reuniu consenso no Parlamento. Acabou por ser chumbada com os votos contra do PS, Bloco de Esquerda, PCP, PEV, PAN e as duas deputadas não-inscritas. Governo antecipou-se à votação e já anunciou que vai prolongar regime de benefícios fiscais por mais um ano.

Governo prolonga Zona Franca da Madeira por 2021 e clarifica lei contra uso abusivo do regime

Na sequência de uma investigação aprofundada lançada já em 2018, o executivo comunitário anunciou a 4 de dezembro ter concluído que “a implementação do Regime III da Zona Franca da Madeira em Portugal não está em linha com as decisões de ajudas de Estado da Comissão”.
Recomendadas

O excesso de peso da mochila pode ser prejudicial à saúde do seu filho

É importante redobrar os cuidados e repensar nos materiais a levar para a escola, já que a mochila com peso tem um forte impacto na postura da criança.

Madeira: ACIF participa na quinta reunião transnacional do projeto BLUE-TEC

O projeto visa promover o crescimento inteligente do turismo náutico e costeiro da Macaronésia.

PSD/Açores disponível para novo modelo de financiamento dos bombeiros

O deputado regional social-democrata Luís Soares considerou necessário “saber como funcionam os mecanismos de acesso aos fundos comunitários, mantendo uma porta direta pelos bombeiros, em vez das candidaturas serem elegíveis somente através das câmaras municipais”.
Comentários