António Costa: “É essencial que este ciclo de investimento se prolongue”

O primeiro-ministro, António Costa, disse esta quinta-feira que é “um bom dia” para Portugal a assinatura de cinco contratos de investimento no valor de 400 milhões de euros, considerando ser “essencial que este ciclo de investimento se prolongue”.

O primeiro-ministro, António Costa, disse esta quinta-feira que é “um bom dia” para Portugal a assinatura de cinco contratos de investimento no valor de 400 milhões de euros, considerando ser “essencial que este ciclo de investimento se prolongue”.

António Costa falava no encerramento da cerimónia de assinatura de cinco contratos de investimento entre a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) e as empresas Font Salem, Hanon, Somincor, STE e TMG, no valor de 400,5 milhões de euros, que vão permitir a criação de 315 empregos, dos quais mais de 50 altamente qualificados.

“É um bom dia para o nosso país”, salientou o chefe do Governo, sublinhando o desempenho da AICEP, que em 2018 assinou o maior número de contratos num ano, em 10 anos, num total de 49, num montante acima de 1.000 milhões de euros. “É essencial que este ciclo de investimento se prolongue”, afirmou António Costa.

“Aquilo que é importante”, no âmbito de um quadro de incerteza europeia e internacional, “é que Portugal continue a ser um espaço de certeza”, um “porto de abrigo” para que as empresas continuem a ter “confiança para investir”, prosseguiu o governante.

O primeiro-ministro disse ainda que via “com satisfação” o nível de investimento captado por Portugal, nomeadamente o facto da “diversificação das suas origens”, desde coreano, canadiano, espanhol, sem esquecer que ao longo dos últimos anos tem crescido o investimento proveniente da Alemanha e França.

Relacionadas

Empresas estrangeiras identificam menores obstáculos ao investimento do que as nacionais

No Boletim Económico de dezembro, o Banco de Portugal assinala que a parcela de empresas estrangeiras que reportam um obstáculo importante é 16 pontos percentuais (p.p.) menor do que nas empresas nacionais.

BEI apoia portuguesa TMG Automotive com empréstimo de 25 milhões

O plano de investimento da empresa têxtil será implementado no distrito de Braga e irá criar 160 novos postos de trabalho”.

Portugal 2020 supera esta semana pagamento de dois mil milhões às empresas

Este ano, deverão ser atingidos pagamentos às empresas no valor de 2.024 milhões de euros, o que, a concretizar-se, corresponderá a um crescimento de 67% face ao ano precedente, mais 815 milhões de euros em termos absolutos.
Recomendadas

Topo da Agenda: o que não pode perder nos mercados e na economia esta quarta-feira

O INE divulga hoje as estatísticas de rendas da habitação ao nível local no segundo trimestre do ano, os inquéritos de conjuntura às empresas e aos consumidores deste mês e ainda as estimativas mensais de emprego e desemprego referentes ao mês de agosto. Nos EUA, faz-se inventário ao crude, aos destilados e aos combustíveis.

Cinco milhões para ações de emergência na serra da Estrela até final do ano

O ministro do Ambiente e da Ação Climática, Duarte Cordeiro, disse que o Fundo Ambiental disponibiliza, até ao final do ano, cerca de cinco milhões de euros para ações de emergência.

Costa Silva: Próximos anos não vão ser “cor-de-rosa” para a economia portuguesa

António Costa Silva, ministro da Economia, afirma que “não é com receitas do passado que vamos resolver os problemas”, defendendo que “para resolver os problemas de curto prazo, precisamos de uma visão de longo prazo”.
Comentários