António Costa quer saber quanto cobra o Governo por turista

O candidato socialista a primeiro-ministro, António Costa, desafiou o vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, a esclarecer quanto cobram os organismos governamentais por passageiro que desembarque em Lisboa e qual a receita do Estado com dormidas na capital. Estas questões foram colocadas pelo presidente da Câmara de Lisboa numa nota enviada à agência Lusa, depois de o líder […]

O candidato socialista a primeiro-ministro, António Costa, desafiou o vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, a esclarecer quanto cobram os organismos governamentais por passageiro que desembarque em Lisboa e qual a receita do Estado com dormidas na capital.

Estas questões foram colocadas pelo presidente da Câmara de Lisboa numa nota enviada à agência Lusa, depois de o líder do CDS e vice-primeiro-ministro ter criticado as novas taxas turísticas de Lisboa, considerando que é arriscar matar a atual “galinha dos ovos de ouro” do crescimento da economia, que é o setor do turismo.

“Antes de comentar, convido o senhor vice-primeiro-ministro a informar quanto cobram o Estado e cada um dos seus organismos por passageiro que desembarque no aeroporto de Lisboa?”, começou por perguntar o candidato único a secretário-geral do PS.

António Costa deixou ainda uma segunda questão a Paulo Portas: “Já agora, qual a receita de IVA que o Estado cobrou pelas dormidas no concelho de Lisboa”.

OJE/Lusa

Recomendadas

FMI estima que a espiral de salários-preços ainda é um “risco limitado”

A ausência de uma espiral preços-salários não deve levar os líderes a não agirem para combater a inflação persistente, considera ainda o Fundo Monetário Internacional.

Compra de carros de luxo pela TAP “é um problema de bom senso”, diz Marcelo Rebelo de Sousa

“Já falei em relação a várias entidades públicas no passado e em relação à distribuição de dividendos e em relação aos salários e entendo que quando se está num período de dificuldade deve fazer-se um esforço para dar o exemplo de contenção”, defendeu hoje Marcelo Rebelo de Sousa.

Albergaria investe 3,7 milhões de euros na zona industrial para captar investimento e criar emprego

O município “tem realizado um forte investimento no desenvolvimento económico, dinamizando o sector empresarial e a economia local” nos últimos anos, segundo António Loureiro, Presidente da Câmara Municipal de Albergaria-a-Velha.