APAV e Liga Portuguesa de Futebol unidas pelo fim da violência contra a mulher

Primeira ação de campanha ocorre entre os dias 24 e 28 de novembro, durante a 12.ª jornada da Primeira Liga de futebol portuguesa.

A propósito do Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, que se assinala no dia 25 de novembro, a Associação Portuguesa de Apoio à Vitima (APAV) lançou uma campanha de sensibilização para a não tolerância da violência contra a Mulher.

A primeira ação de campanha ocorre entre os dias 24 e 28 de novembro, durante a 12.ª jornada da Primeira Liga de futebol portuguesa. Numa ação que “envolverá 9 jogos entre as equipas de 18 clubes de futebol”, explica a APAV em comunicado, os jogadores vão promover um minuto de silêncio no início de cada jogo.  Em paralelo, será lançada a campanha #NemMais1MinutodeSilêncio, de âmbito nacional, em diversos formatos de publicidade.

No mesmo comunicado, a APAV lembra que as mulheres são os principais alvos de “violência doméstica, tráfico de seres humanos, violação e outras agressões sexuais” e deixa claro que “nenhum tipo de violência contra as mulheres pode ser tolerado”.

Esta campanha foi desenvolvida em parceria com a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, o Ministério Público, a Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV), a União de Mulheres Alternativa e Resposta, o Movimento Democrático de Mulheres, a Associação Portuguesa de Mulheres Juristas, a Capazes, a Associação de Mulheres contra a Violência e a Liga Portuguesa de Futebol.

 

Recomendadas

Mundial2022: Fernando Santos confirma que Nuno Mendes falha o resto da prova

O defesa Nuno Mendes vai falhar o resto do Campeonato do Mundo de futebol, devido a lesão, mas vai manter-se integrado na seleção portuguesa, confirmou hoje o selecionador nacional, Fernando Santos.

Campeonato do Mundo. Homem iraniano morto por celebrar derrota da seleção do seu país

Mehran Samak terá usado a buzina do carro em celebrações pela derrota daquele país no Mundial do Qatar antes de ser atingido a tiro, na cabeça. Os protestos contra o governo do Irão duram há mais de dois meses.

JE Podcast: Ouça aqui as notícias mais importantes desta quarta-feira

Da economia à política, das empresas aos mercados, ouça aqui as principais notícias que marcam o dia informativo desta quarta-feira.
Comentários